A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: ALEXRANGEL HENRIQUE CRUZ SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALEXRANGEL HENRIQUE CRUZ SANTOS
DATA: 29/07/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Plataforma Virtual (Google Meet)
TÍTULO: Positividade da Esquistossomose mansoni e das Enteroparasitoses em Área Endêmica, Sergipe, Brasil
PALAVRAS-CHAVES: Esquistossomose mansoni; Enteroparasitoses; Epidemiologia; Estudo transversal
PÁGINAS: 110
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Parasitologia
RESUMO:

A esquistossomose mansoni e as enteroparasitoses são doenças parasitárias negligenciadas e responsáveis por causar danos físicos, cognitivos e socioeconômicos em comunidades que apresentam precárias condições de higiene e saneamento básico. São parasitos capazes causar um grande impacto no perfil da morbidade e mortalidade, ambas são consideradas um grave problema de saúde pública. O município de Maruim-Se participa da campanha contra geohelmintos e Schistosoma mansoni desde 2015 com o objetivo de eliminar a esquistossomose e reduzir a carga parasitária dos geohelmintos. O presente estudo teve como objetivo analisar a positividade da esquistossomose mansoni e das enteroparasitoses em área endêmica do estado de Sergipe, Brasil. Trata-se de um estudo epidemiológico, analítico transversal aninhado a caso controle, a partir de inquéritos coproscópicos. A pesquisa foi aprovada pelo comitê de ética e pesquisa em seres humanos da Universidade Federal de Sergipe, sob protocolo nº. 3.214.538. O estudo foi realizado em residentes do povoado Siebra localizado na zona rural do município de Maruim/SE. A obtenção das amostras ocorreu no período de setembro de 2018. Foram identificadas as positividades dos moradores com S. mansoni e/ou enteroparasitos através do método Kato-Katz e através do método de Ritchie e correlacionados com as condições socioambientais da região. Os dados descritivos foram analisados utilizando os programas Microsoft Excel 2007 e BioEstat (versão 5.0). A análise estatística foi realizada através das frequências absolutas e relativas, do Teste Qui-Quadrado e da razão de prevalência. Das 160 amostras coletadas e analisadas pela técnica de Kato-Katz, em relação a infecção para esquistossomose, a positividade foi de 49,4% no povoado estudado; em relação ao sexo dos moradores a infecção prevaleceu no sexo masculino 52,7%; em relação a faixa etária os idosos (>60 anos) foram os maiores acometidos 77,7%. Em relação às condições socioambientais o sexo masculino e em idade (até 9 a >40 anos), que residem em área rural, recebem ajuda governamental, que tem constante contato com águas naturais, que recebem informações sobre as parasitoses possuem maiores riscos de se infectar com o Schistosoma mansoni. Quanto às amostras analisadas para as enteroparasitoses, os protozoários Endolimax nana e Giardia lamblia (97,5 e 78,7%) foram os mais prevalentes no povoado; quanto à faixa etária, o Endolimax nana esteve mais prevalente em todas as faixas; em relação ao sexo dos moradores a infecção prevaleceu no sexo feminino (42,52% para T. trichiura, 9, 19% para E. vermiculares, 67,81% para Entamoeba histolytica, 85,05% para Giardia lamblia, 88,50% para E. coli e 86,20% para Blastocytis hominis). O presente estudo revelou que Maruim é um município endêmico para a esquistossomose e para as enteroparasitoses e que as condições socioambientais e sanitárias contribuem, significativamente, com as altas positividades dessas parasitoses, os resultados encontrados mostram a necessidade da criação de programas de saúde, campanhas de conscientização, monitoramento, controle e planejamento das práticas de saúde, com o objetivo de reter a disseminação e reduzir a transmissão da esquistossomose e das enteroparasitoses no município.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1347234 - KARINA CONCEICAO GOMES MACHADO DE ARAUJO
Interno - 2046888 - MÁRCIO BEZERRA SANTOS
Externo ao Programa - 2030768 - ALLAN DANTAS DOS SANTOS

Notícia cadastrada em: 11/07/2020 11:41
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2023 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r18277-8067e35817