A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANA PAULA CONSTANTINO DO AMARAL VICENTE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANA PAULA CONSTANTINO DO AMARAL VICENTE
DATA: 13/02/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Auditorio do Departamento de Farmácia/Campus São Cristóvão/UFS
TÍTULO: Diarreia em crianças de 0 a 11 anos atendidas no Hospital de Urgências de Sergipe
PALAVRAS-CHAVES: Gastroenterite; Crianças; Rotavírus; Norovírus; Cryptosporidium.
PÁGINAS: 31
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Parasitologia
RESUMO:

As gastroenterites são uma das principais causas de morbidade e mortalidade infantil. Em 2013, 6,3 milhões de crianças menores de cinco anos morreram, 578 mil deles de doenças diarreicas, demonstrando que os menores de 5 anos são os mais vulneráveis. No Brasil, as regiões Norte e Nordeste lideram as taxas mais elevadas de óbito também nesta faixa etária. Um amplo espectro de patógenos entéricos pode causar diarreia infantil aguda, dentre esses podemos citar os Rotavirus, Norovíros e Cryptosporidium spp, sendo o Rotavírus um dos mais importantes. Contudo já existem vacinas contra o Rotavírus, vários estudos já demonstraram que após a administração dessa vacina monovalente de vírus vivo atenuado (Rotarix®) em 2006 no Brasil, houve uma diminuição dos quadros de diarreia decorrentes de Rotavírus tanto no Brasil, como no estado de Sergipe. Porém as diarreias continuam sendo um grave problema de saúde, pois é a segunda maior causa de morte infantil no mundo. Diversos agentes etiológicos podem ser os causadores dessas infecções intestinais e merecem ser investigados. Objetivo desse estudo foi verificar a presença dos três agentes etiológicos Cryptosporidium spp., Rotavirus e Norovirus, associados aos quadros de diarreias em crianças atendias no Hospital de Urgência de Sergipe. Para a análise dos dados as amostras foram testadas por Elisa para Cryptosporidium spp e Rotavírus, e testes moleculares para a detecção de Norovírus. Foram analisadas 92 amostras de fezes diarreicas das quais, 4,3% apresentaram positividade para Crysptoporidium spp, 48,9% para Norovírus, 9,8% para Rotavírus e 37% para nenhum enteropatógeno estudado. Mostrando uma alta prevalência de Norovírus. Sendo necessários mais estudos complementares para descobrir outros agentes etiológicos envolvidos em gastroenterites do Estado de Sergipe.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1897681 - LUCIANE MORENO STORTI DE MELO
Presidente - 426673 - RICARDO QUEIROZ GURGEL
Externo à Instituição - VICTOR SANTANA SANTOS

Notícia cadastrada em: 01/02/2017 15:31
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2023 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r18277-8067e35817