A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: TICIANA SIRQUEIRA CARVALHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TICIANA SIRQUEIRA CARVALHO
DATA: 24/02/2015
HORA: 16:00
LOCAL: CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SERGIPE
TÍTULO: perfil epidemiológico das dislipidemias em adultos
PALAVRAS-CHAVES: dislipidemia, epidemiologia, perfil lipídico, mudanças no estilo de vida, síndrome metabólica
PÁGINAS: 36
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
SUBÁREA: Epidemiologia
RESUMO:

O perfil lipídico é um importante preditor do risco de doença cardíaca coronária. Taxas elevadas de triglicerídeos, colesterol total e colesterol de lipoproteína de baixa densidade aumentam as chances de desenvolvimento esta doença. No entanto, sabe-se que as mulheres, devido a fatores hormonais, teriam menos eventos cardiovasculares ateroscleróticos. O objetivo deste artigo é avaliar a associação entre o valor dos diferentes parâmetros do perfil lipídico entre os diferentes sexos na população de uma cidade no Brasil. Este é um estudo descritivo, longitudinal, ecológico e retrospectivo, baseado em dados secundários coletados no período de 2003 a 2013, em um laboratório de análises clínicas na cidade de Aracaju, Sergipe, Brasil. O perfil lipídico foi determinado utilizando-se os seguintes marcadores: colesterol total (CT); colesterol de lipoproteína de alta densidade (HDL-C); colesterol de lipoproteína de baixa densidade (LDL-C) e triglicerídeos (TG). A análise estatística foi realizada por meio de medidas de tendência central e variância. A análise inferencial foi realizada pelo teste t de Student e o valor de p foi < 0,05. A amostra foi omposta por 63.396 pessoas, sendo 24.425 do sexo masculino e 38.971 do sexo feminino, com idade média de 42,02 ± 17,38 anos. O valor médio de CT, HDL-c, LDL-c e TG foi de, respectivamente, 193,39 ± 43,62 mg/dl, 48,80 ± 11,24 mg/dl, 118,35 ± 36.75mg/dl e 131,28 ± 82.21mg/dl. Entre os gêneros, observaram-se diferenças estatisticamente significativas entre CT, HDL-c, LDL-c e TG. Conclui-se que as mulheres têm taxas mais elevadas de CT e LDL-c; enquanto os homens têm taxas mais baixas de HDL-C e maiores de TG, o que os predispõe ao desenvolvimento da síndrome metabólica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2228090 - TANIA MARIA DE ANDRADE RODRIGUES
Externo ao Programa - 1645148 - ELIANA OFELIA LLAPA RODRIGUEZ
Externo ao Programa - 2178493 - MARIA CLAUDIA TAVARES DE MATTOS
Externo ao Programa - 1153901 - ROSA AMELIA ANDRADE DANTAS

Notícia cadastrada em: 10/02/2015 08:53
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2023 - UFRN - dragao3.dragao3 v3.5.16 -r18291-d8b5d91c4a