A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: SILVANA CECILIA VEGA GONZALEZ

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SILVANA CECILIA VEGA GONZALEZ
DATA: 13/01/2015
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório do Pólo de Gestão
TÍTULO: PREVALÊNCIA DA ESQUISTOSSOMOSE MANSÔNICA EM COMUNIDADES RURAIS DO MUNICÍPIO DE MALHADOR, SERGIPE
PALAVRAS-CHAVES: Esquistossomose mansoni; prevalência; comunidades rurais; geoprocessamento
PÁGINAS: 25
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
SUBÁREA: Epidemiologia
RESUMO:

A Esquistossomose Mansônica é uma doença parasitária grave, de veiculação hídrica, cujo agente etiológico é o Schistosoma mansoni. A Organização Mundial da Saúde estima que a esquistossomose acometa 249 milhões de pessoas em 78 países. Dentre os municípios de Sergipe, Malhador, apresenta uma das mais altas prevalências da doença. Existem assentamentos que apresentam condições extremamente precárias de infraestrutura domiciliar e saneamento básico. Na região são encontradas diversas fontes hídricas que servem de habitat para várias espécies de moluscos, incluindo os do gênero Biomphalaria. Estas condições representam um ambiente favorável à transmissão da doença. O presente estudo pretende estudar a prevalência da Esquistossomose Mansônica em comunidades rurais do município de Malhador, visando a identificação e espacialização de focos de transmissão da doença. Será realizado um estudo epidemiológico, descritivo, populacional e de corte transversal, a partir de dados primários e secundários resultantes de inquéritos malacológicos e coproscópicos. Na análise dos dados descritivos serão utilizados os programas Microsoft Excel 2007 e EpiInfo (versão 7.0). A análise espacial da distribuição da infecção na localidade estudada será realizada através dos programas GPS TrackMaker e TerraView 4.2.0 utilizando-se o estimador de intensidade Kernel. A análise estatística será realizada através dos Teste Qui-Quadrado, Teste G e a Regressão Logística Múltipla. Este estudo poderá oferecer informações que permitam aos serviços de saúde e gestores públicos planejar, implementar e avaliar o impacto de medidas a serem tomadas para o controle da transmissão da doença.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1347234 - KARINA CONCEICAO GOMES MACHADO DE ARAUJO
Interno - 1897681 - LUCIANE MORENO STORTI DE MELO
Externo ao Programa - 1787754 - LUCIENE BARBOSA
Externo ao Programa - 1695058 - MARCO ANTONIO PRADO NUNES

Notícia cadastrada em: 16/12/2014 11:49
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2023 - UFRN - ema2.ema2 v3.5.16 -r18277-8067e35817