A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: SANDRA MARIA ARAÚJO MENEZES CAVALCANTE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SANDRA MARIA ARAÚJO MENEZES CAVALCANTE
DATA: 25/07/2014
HORA: 08:30
LOCAL: SALA 26, NPGME (NÚCLEO DE PÓS GRADUAÇÃO DE MEDICINA) HOSPITAL UNIVERSITÁRIO, CAMPUS DA SAÚDE
TÍTULO: Detecção e Caracterização Molecular de Norovírus Associado com Gastroenterite Aguda em Crianças Atendidas em Hospital de Urgências de Sergipe.Sergipe: UFS, 2013
PALAVRAS-CHAVES: Gastroentrite; Norovírus; Caracterização molecular.
PÁGINAS: 52
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Parasitologia
RESUMO:

A gastroenterite é uma das doenças mais comuns que afeta crianças e pessoas de todas as idades em todo o mundo. Esta enfermidade continua sendo um relevante problema de saúde pública, além de ser considerada uma das principais causas de mortalidade infantil nos países em desenvolvimento. A etiologia das diarreias agudas pode estar relacionada a vários patógenos como parasitas, bactérias e vírus.Os norovírus têm ocupado posição de destaque na etiologia das gastroenterites devido à sua rápida disseminação e difícil controle. Esses agentes, pertencentes á família Caliciviridae, são partículas pequenas com um diâmetro de 27 nm, não envelopadas, com genoma constituído por uma única molécula de RNA de cadeia simples, são altamente infecciosos e de alto nível de eliminação. Estão classificados em cinco grupos (I a V) com cerca de 35 genótipos, sendo que os grupos I, II e III são os únicos de interesse para o diagnóstico de infecções em humanos. O genogrupo II (GII) possui 21 genótipos, sendo o genótipo GII.4 responsável pela maioria de surtos ocorridos mundialmente. Devido sua grande variabilidade genética, torna-se necessário que haja ativa vigilância na detecção, caracterização dos genótipos circulantes e cepas mais prevalentes, gerando informações que contribuam para a formulação das vacinas contra esses agentes. Neste âmbito, este estudo tem como objetivo detectar a presença de Norovírus em amostras fecais diarreicas provenientes de crianças, com gastrenterite aguda, atendidas em Hospital de Urgências de Sergipe (HUSE), no período de janeiro de 2012 à dezembro de 2013, sendocoletadas 420 amostras de fezes de crianças na faixa etária de 0 à 12 anos de idade. A reação em cadeia da polimerase após transcrição reversa (RT-PCR), foi a metodologia preconizada para este estudo e de forma preliminar, 50 amostras foram analisadas até o momento, das quais 14 (28%) mostraram positividade para NoVs. As análises foram realizadas no Laboratório de Virologia Comparada e Ambiental- IOC/FIOCRUZ, como parte de projeto piloto que inclui treinamento técnico,para posterior implantação da metodologia na Universidade Federal de Sergipe. Resultados parciais do sequenciamento apontam para a presença de GII.4, variante New Orleans 2009, demonstrando a circulação desta cepa dentre a população de estudo


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1347234 - KARINA CONCEICAO GOMES MACHADO DE ARAUJO
Externo ao Programa - 2026761 - MARCUS VINICIUS DE ARAGAO BATISTA
Presidente - 426673 - RICARDO QUEIROZ GURGEL
Interno - 1703964 - SILVIO SANTANA DOLABELLA

Notícia cadastrada em: 07/07/2014 10:01
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2023 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r18291-d8b5d91c4a