Notícias

Banca de DEFESA: AUDERLAN MENDONÇA DE GOIS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AUDERLAN MENDONÇA DE GOIS
DATA: 28/02/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Didática VII; Sala 202
TÍTULO: AVALIAÇÃO DA PARTICIPAÇÃO DOS RECEPTORES NORADRENÉRGICOS SOBRE AS ALTERAÇÕES MOTORAS E NEUROQUÍMICAS DE UM MODELO EXPERIMENTAL DE PARKINSONISMO
PALAVRAS-CHAVES: Doença de Parkinson; Noradrenalina; Receptores noradrenérgicos, α-sinucleína.
PÁGINAS: 115
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Fisiologia
RESUMO:

A doença de Parkinson (DP) é uma doença multifatorial sem etiologiadefinida e fisiopatologicamente caracterizada por morte progressiva de neurôniosdopaminérgicos. No entanto, indícios mostram que disfunção noradrenérgica estáassociada a progressão da DP. Além disso, estudos epidemiológicos mostram que o usode agonistas adrenérgicos β2 reduz o risco para DP. Assim, o objetivo deste estudo foiavaliar a participação dos receptores noradrenérgicos sobre o comportamento motor eneuroquímico de um modelo experimental de parkinsonismo. Método: Foram utilizadosratos Wistar de 6 a 8 meses de idade. Os animais foram divididos em seis grupos: grupo
controle (CTR); grupo reserpina (RES); grupo salbutamol (SALB); grupo reserpina-salbutamol (RES-SALB); grupo propranolol (PRO); e grupo reserpina-propranolol (RES-PRO). Todos os animais receberam 12 injeções por via s.c. da solução RES (0,1 mg/kg)
ou veículo administradas durante 25 dias, uma a cada 48 horas. Após o 16o (8ainjeção deRES), todos os animais foram tratados com SALB (5 mg/kg), PRO (20 mg/kg) ou veículopor via i.p., durante 8 dias, um a cada 24 horas. Os animais foram submetidos aos testescomportamentais de catalepsia I (realizada a cada 48 horas, ao longo de todoexperimento), catalepsia II (realizada no 16o dia, 30, 60, 120 minutos, 24 e 48 horas apósa 1a injeção de SALB e PRO), campo aberto (realizado no 16o dia, 60 minutos após a 1ainjeção de SALB e PRO) e movimentos orais (MOFS) (realizado no 16o dia, 120 minutosapós a 1a injeção de SALB e PRO, 18o e 24o dia) e 48 horas após a última injeção de RES,
os animaisforam anestesiados, perfundidos e os encéfalos submetidos a imuno-histoquímica para tirosina hidroxilase (TH), dopamina β-hidroxilase (DβH) e α-sinucleína (α-syn). Resultados: Observamos que o uma única injeção de SALB e PRO
atenuou o aumento nos MOFS, mastigação no vácuo e protusão de língua, induzido porRES. Enquanto a administração repetida de SALB reduziu progressivamente o tempo decatalepsia e PRO atenuou o aumento de MOFS, mastigação no vácuo e tremor oral,induzido por RES. Em relação aos aspectos neuroquímicos, observamos que tanto SALBquanto PRO protegeu contra a redução da imunorreatividade para TH na substância negraparte compacta (SNpc), área tegmentar ventral (VTA - ventral tegmental area) e estriado,bem como para DβH no locus coeruleus (LC) e contra o aumento da imunorreatividadepara α-syn na substância negra reticulada (SNr), estriado, área subventricular ventral(ASV), CA1, CA3, giro denteado (GD e córtex pré-frontal medial (CPm) provocado porRES. Conclusão: Nossos resultados sugerem que a modulação dos RAβ promove umefeito neuroprotetor sobre as alterações motoras e neuroquímicas do modelo experimentalde parkinsonismo induzido por RES, uma vez que foi observada uma melhora nacondição motora e aumento na marcação de TH e DβH e redução de α-syn no modelo experimental de parkinsonismo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1763997 - JOSE RONALDO DOS SANTOS
Externo ao Programa - 1316604 - LUIS FELIPE SOUZA DA SILVA
Externo à Instituição - MARGARETE ZANARDO GOMES
Interno - 2869587 - PATRICIA RODRIGUES MARQUES DE SOUZA
Interno - 1694364 - SANDRA LAUTON SANTOS
Notícia cadastrada em: 19/02/2020 14:24
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r10803-399c5c35c