Notícias

Banca de DEFESA: ELISAMA DE CAMPOS GUIMARÃES

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELISAMA DE CAMPOS GUIMARÃES
DATA: 25/02/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Miniauditório do CCBS, Campus de São Cristóvão
TÍTULO: Avaliação de efeitos adversos da estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS) em ratas gestantes e na sua prole.
PALAVRAS-CHAVES: Estimulação elétrica nervosa transcutânea; gestação; analgesia.
PÁGINAS: 56
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Fisiologia
RESUMO:

Durante a gestação, algumas modificações fisiológicas e hormonais facilitam oaparecimento de disfunções musculoesqueléticas, como a lombalgia. Apesar dossintomas dolorosos serem comuns durante a gestação, a prescrição de fármacos deve serfeita com cautela. Nesse contexto, a utilização de recursos não farmacológicos pode seruma importante ferramenta, tal como a estimulação nervosa elétrica transcutânea(TENS). No entanto, os estudos sobre a aplicação da TENS no período gestacional sãoescassos. Assim, o presente estudo teve como objetivo investigar possíveis efeitosadversos da TENS em ratas prenhas e na sua prole. Para isso, um total de 30 ratas foidividido em seis grupos (n=5, por grupo): TENS sensorial aplicada no abdome (TSA);TENS motora aplicada no abdome (TMA); TENS sensorial aplicada naregião paravertebral (TSP); TENS motora aplicada na região paravertebral (TMP);controle com contensão (CCC); controle sem contensão (CSC). O ciclo estral das ratasfoi acompanhado para acasalamento programado e a TENS aplicada em 10 diasconsecutivos durante a segunda fase gestacional (11º ao 21º dia de gestação)no abdome ou região paravertebral da rata prenha, que foi contida para aplicação dacorrente. Dos filhotes, frutos do acasalamento programado, foram separados umnúmero máximo de 3 machos e 3 fêmeas por rata. Desses, foram selecionados, de formaaleatória, 9 machos e 8 fêmeas por grupo (“n” delimitado pelo grupo que obteve menornúmero de filhotes), para a realização dos seguintes testes: massa corpórea,sensibilidade mecânica (filamentos de von Frey), sensibilidade térmica (placa quente) edesempenho motor (monitor de atividades). Outros parâmetros como massa corpóreadas ratas durante a gestação, dias para o parto e número de filhotes também foramavaliados. Os resultados mostraram que as ratas prenhas dos grupos TSA e TMAapresentaram menor massa corpórea em relação ao CCC. Os grupos TMP (machos efêmeas), TSP (machos) e TMA (machos) da prole apresentaram menor massa corpóreaa partir de 60 dias de nascidos, quando comparados ao CCC. Além disso, os grupos TSP(machos) e TSA (fêmeas) apresentaram maior limiar mecânico basal no primeiro mêsde vida em relação ao grupo CCC. No entanto, esses achados foram pontuais e nãoseguiram um padrão que pudesse garantir a ação da TENS sobre essas alterações. Osresultados relacionados ao número de filhotes, dias para o parto, sensibilidade térmica edesempenho motor não apresentaram diferenças entre os grupos TENS e CCC. Diantedesse contexto, conclui-se que a TENS não promoveu alterações em parâmetrosgestacionais e comportamentais que justifiquem a sua contraindicação durante o períodogestacional.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1763997 - JOSE RONALDO DOS SANTOS
Presidente - 1656787 - JOSIMARI MELO DE SANTANA
Externo ao Programa - 2034694 - KARINA LAURENTI SATO
Externo ao Programa - 1316604 - LUIS FELIPE SOUZA DA SILVA
Externo ao Programa - 1837196 - MARIANA TIROLLI RETT BERGAMASCO
Notícia cadastrada em: 20/02/2019 09:04
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r10803-399c5c35c