Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: SILVIO SANTOS SANDES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SILVIO SANTOS SANDES
DATA: 10/12/2018
HORA: 08:00
LOCAL: Miniauditório do CCBS, UFS - Campus de São Cristóvão
TÍTULO: EFEITOS DA ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA NERVOSA TRANSCUTÂNEA (TENS) NA DOR ONCOLÓGICA.
PALAVRAS-CHAVES: Estimulação Elétrica Nervosa Transcutânea. Analgesia. Dor. Câncer.
PÁGINAS: 120
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Fisiologia
RESUMO:

Introdução: O controle da dor oncológica geralmente é realizado através de fármacos,contudo terapias complementares tem sido alvo de pesquisas. Nesse contexto, aestimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS) poderia ser utilizada na analgesiadesse tipo de dor. Entretanto, estudos que mostrem a efetividade da TENS no manejo dador oncológica são escassos. Objetivos: 1) Buscar evidêncas na literatura científica(revisão sistemática) da aplicação da TENS e do seu efeito na dor oncológica; 2)Avaliar os efeitos da aplicação da TENS em diferentes frequências, intensidades elocais em modelo animal de dor oncológica. Método: 1) Busca sistemática de estudosnas bases de dados (PubMed, Cochrane, Science Direct, PeDro, Embase, Scielo eLILACS) por dois investigadores através dos descritores “Transcutaneous ElectricalNerve Stimulation” e “Neoplasms”. 2) Estudo experimental realizado em camundongos(n=6; 66 machos) submetidos ao modelo experimental de dor oncológica via sarcoma180. Os animais foram divididos em 11 grupos. Avaliaram-se limiar de retirada da pata(analgesímetro digital), latência térmica (placa quente), distância percorrida (monitor deatividades) do dia 9 ao 13 após inoculação das células tumorais. No último dia doexperimento avaliou-se a taxa sérica de interleucinas (IL-6 e IL-1β). Resultados: 1)Duzentos e oito artigos foram encontrados, após aplicação dos critérios de exclusão,quatro artigos foram selecionados. Segundo dois desses artigos, não houve diferençasignificativa entre os grupos tratados. Um deles informa que a TENS tem potencial naredução da dor em movimento. O último artigo mostra que a corrente pode serclinicamente eficaz como adjuvante no tratamento da dor pós-operatória. 2) Detectou-seaumento do limiar de retirada da pata, após aplicação da corrente no primeiro dia, nosgrupos tratados com TENS AF de intensidade motora na região paravertebral e no localdo tumor e no grupo TENS AF de intensidade sensorial aplicada na regiãoparavertebral, em relação ao seu próprio basal. Em relação ao grupo controle, o limiarde retirada da pata direita foi significativamente maior, no primeiro dia após otratamento, nos grupos AF de intensidade motora e AF de intensidade sensorial aplicadana região paravertebral. Não foi observada diferença significativa da latência térmicaentre os grupos avaliados. Os grupos TENS administrada em alta ou baixa frequência,em intensidade motora, aplicada na região do tumor, comparados aos grupos TENS AFsensorial com aplicação paravertebral, tiveram distância percorrida foisignificativamente menor. A aplicação da corrente elétrica levou a uma menor taxasérica de citocinas nos camundongos dos grupos tratados. Conclusão: 1) Não háevidências suficientes para demonstrar a eficácia da TENS na dor relacionada ao câncer.Mais pesquisas com grupos maiores de pacientes, com características semelhantes eensaios clínicos randomizados são necessários para avaliar melhor a viabilidade daTENS na dor relacionada ao câncer. 2) A TENS tem efeito antinociceptivo em algunsdos protocolos por nós utilizados e reduz a taxa de interleucinas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2034694 - KARINA LAURENTI SATO
Presidente - 2225863 - MURILO MARCHIORO
Externo ao Programa - 1222004 - VANESSA PEREIRA TORTELLI
Notícia cadastrada em: 05/12/2018 09:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r10840-e5b57c044