Notícias

Banca de DEFESA: ROBERVAN VIDAL DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ROBERVAN VIDAL DOS SANTOS
DATA: 07/08/2017
HORA: 14:00
LOCAL: A definir
TÍTULO: Alterações vasculares em ratos expostos a uma dieta ocidental no período perinatal.
PALAVRAS-CHAVES: Dieta ocidental, Gestação, Lactação, Prole, Aorta, Estresse Oxidativo.
PÁGINAS: 78
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Fisiologia
RESUMO:

Introdução: O ambiente intrauterino é responsável pelo desenvolvimento e saúde da
progênie. Assim, o consumo de dietas com o padrão ocidental durante o período perinatal
pode causar efeitos deletérios no feto com consequências patológicas persistentes da
adolescência e vida adulta. Objetivo: Avaliar se à oferta de uma dieta ocidental durante a
gestação e a lactação, promove alterações vasculares e nos marcadores do estresse oxidativo
da prole de ratos machos com 60 dias de vida. Métodos: Foram utilizadas 16 ratas virgens e 8 ratos machos da linhagem Wistar com 2 a 3 meses. A partir da determinação da prenhez foi oferecida uma dieta ocidental (O = 8, 31% lipídios) ou controle (C = 8, 18% de lipídios) até o desmame dos filhotes. Após 60 dias de vida, os ratos da prole ocidental (PO, n = 34) ou
controle (PC, n = 32) foram eutanasiados, e o leito aorta torácico (LAT) foi removido para a
realização do estudo de reatividade vascular. Foram realizadas curvas concentração respostas
à acetilcolina (ACh), nitroprussiato de sódio (NPS), fenilefrina (FEN), cloreto de potássio
(KCl) e cloreto de cálcio (CaCl2) em um banho isolado de órgãos. Além disso, foi mensurada
a atividade das enzimas antioxidantes superóxido dismutase (SOD) e catalase (CAT).
Também, foram mensurados nas células musculares da aorta torácica os níveis intracelulares
do óxido nítrico (NO) e do ânion superóxido através de sondas que emitem fluorescência na
presença destes substratos (NO e O.-). Os valores foram expressos como a média ± EPM.
Teste t não pareado para os valores da resposta máxima (Rmax) e sensibilidade (Log EC50)
extraídos das curvas de reatividade vascular. Foi utilizado também o teste t não pareado para
os marcadores do estresse oxidativo com exceção da biodisponibilidade de NO que foi
utilizado Anova one way com pós-teste de Bonferroni. Resultados: Aos 60 dias foi observouse um aumento na eficácia (RMax) à fenilefrina em anéis sem endotélio (PC:5,78±0,3 vs. PO:7.7±0,5* mN/mm) e com endotélio (PC:4,6±0,4 vs. PO:6,43±0,4* mN/mm), ao cloreto de potássio (KCl) em anéis com endotélio (PC: 3,89±0,28 vs. PO:4,64±0,26 mN/mm) e sem endotélio (PC:3,78±0,12 vs. PO:4,82±0,09 mN/mm) e ao CaCl2 em anéis sem endotélio(PC: 5,7 ± 0,16 vs. PO: 6,75 ± 0,18 mN/mm) e uma redução da eficácia à ACh (PC:93±3,1 vs. PO:86±1,8* %relax) como na sensibilidade (Log EC50) ao NPS (PC:8,5±0,05 vs. PO:8,2±0,04* %relax). Além disso, a PO apresentou uma menor biodisponibilidade do NO em condição basal (PC: 1,0 ± 0,03 vs. PO: 0,4 ± 0,01 ua) e estimulados com Ach (PC: 1,46 ± 0,04 vs. PO: 0,88 ± 0,02 ua). Ademais, a PO apresentou uma maior produção do ânion superóxido (PC: 1,0 ± 0,06 vs. PO: 2,06 ± 0,13 ua) associado a uma maior atividade da SOD (PC: 0,026 ± 0,004 vs. PO: 0,27 ± 0,06 mg/ptn) e uma redução da CAT (PC: 0,021 ± 0,03 vs. PO: 0,08 ± 0,03 mg/ptn). Conclusão: A introdução de uma dieta ocidental no período perinatal reduziu o relaxamento e aumentou a contração do leito aórtico torácico associado a redução da biodisponibilidade do NO e elevação nos níveis intracelulares do ânion superóxido na prole de ratos machos com 60 dias de vida.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 3573579 - ANDRÉ SALES BARRETO
Interno - 1333720 - DANIEL BADAUE PASSOS JUNIOR
Interno - 1656787 - JOSIMARI MELO DE SANTANA
Externo à Instituição - THALLITA KELLY RABELO
Presidente - 2693741 - VALTER JOVINIANO DE SANTANA FILHO
Notícia cadastrada em: 18/07/2017 10:24
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r10803-399c5c35c