Notícias

Banca de DEFESA: VITOR ULISSES DE MELO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VITOR ULISSES DE MELO
DATA: 20/02/2014
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório da POSGRAP_Polo de Pós-Graduação
TÍTULO: "Sessão de exercício resistido de intensidade moderada promove taquicardia com aumento sustentado da modulação simpática durante hipotensão pós-exercício em ratos"
PALAVRAS-CHAVES: Exercício resistido, Hipotensão pós-exercício, Controle autonômico cardiovascular.
PÁGINAS: 41
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Fisiologia
RESUMO:

É crescente o número de pessoas que praticam atividade e exercícios físicos em quantidades insuficientes para a manutenção da saúde. Estudos relacionam o sedentarismo ao surgimento de doenças crônico degenerativas, dentre elas estão as disfunções cardiovasculares. O exercício físico resistido de intensidade moderada (ERM) tem sido utilizado para a prevenção e tratamento de diversos agravos, no entanto as repercussões sobre o sistema cardiovascular após única sessão de exercício não estão totalmente esclarecidas. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi avaliar as respostas hemodinâmicas, a modulação autônomica no coração e vasos sanguíneos e a ativação de núcleos encefálicos relacionados ao controle autônomo cardiovascular como Núcleo supraótico do hipotálamo (SON), Núcleo do trato solitário (NTS) e Núcleo rostral ventrolateral do bulbo (nRVL). Os ratos realizaram o ERM (60% de 1RM) em aparelho de agachamento (10 séries de 10 repetições com intervalo de 2 minutos), enquanto o grupo controle foi submetido a exercício fictício (sem resistência). Após o exercício, a pressão arterial (PA) e o intervalo de pulso (IP) foram registrados. A variabilidade da PA, IP e sensibilidade do barorreflexo (SBR) foram analisadas. Além disso, os encéfalos foram retirados para aplicação técnica de imunofluorescência com marcação de proteína Fos (NTS e nRVL) e co-localização de proteína Fos em neurônios vasopressinérgicos (SON). Entre 60 e 120 minutos após o ERM, a pressão arterial média (PAM) reduziu nos animais exercitados. A partir de 30 minutos houve redução de LFsys mantendo-se até o final do período de avaliação.A SBR aumenta entre 60 e 90 minutos, enquanto a razão LF/HF e frequência cardíaca mantiveram-se acima dos níveis basais até 75 e 90 minutos, respectivamente, nos animais submetidos ao ERM.Em relação a expressão de proteína Fos, o grupo exercitado apresenta maior ativação neurônios no NTS quando comparado ao controle. Não houve diferença significativa para o nRVL. Ademais, os animais submetidos ao exercício apresentam maior quantidade de neurônios vasopressinérgicos co-localizados com proteína Fos neste período em comparação ao controle. Deste modo, concluímos que sessão única de ERM promove resposta depressora na PA sistólica, diastólica e media devido à diminuição da modulação simpática vascularpor ativação do NTS. Além disso, houve resposta taquicárdica sustentada até ~90 minutos após o exercício que pode estar relacionada a ativação de neurônios vasopressinérgicos do SON.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - JOSIANE DE CAMPOS CRUZ
Interno - 1656787 - JOSIMARI MELO DE SANTANA
Presidente - 2693741 - VALTER JOVINIANO DE SANTANA FILHO
Notícia cadastrada em: 30/01/2014 14:37
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r10803-399c5c35c