Notícias

Banca de DEFESA: LAYANA FONTES DE BRITO RODRIGUES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LAYANA FONTES DE BRITO RODRIGUES
DATA: 05/03/2013
HORA: 07:30
LOCAL: Auditório do Pólo de Pós-Graduação, Campus Prof. José Aloísio de Campos, UFS
TÍTULO:

Efeito da Fototerapia Laser no Ponto Gatilho Miofascial do Músculo Trapézio superior em pacientes com Fibromialgia


PALAVRAS-CHAVES:

Laser, Dor miofascial, fibromialgia


PÁGINAS: 58
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Fisiologia
SUBÁREA: Fisiologia de Órgãos e Sistemas
ESPECIALIDADE: Neurofisiologia
RESUMO:

Objetivo: Avaliar a eficácia de tratamento da fototerapia laser em ponto gatilho miofascial do músculo trapézio superior em pacientes fibromiálgicos. Metodologia: Foram avaliados 25 sujeitos, diagnosticados com dor miofascial e fibromialgia segundo os critérios do Colégio Americano de Reumatologia (ACR) 1990, os quais foram divididos em: grupo Laser (n=8), Grupo Laser + Medicamento (n=10) e Grupo Medicamento (n=7) que receberam laserterapia 2 vezes por semana durante 5 semanas. As variáveis mensuradas foram: 1) Intensidade de dor pela escala visual analógica (EVA) nos tempos basal, 5a, 10a sessão; 2) Limiar de dor à pressão (LDP) por meio de um algômetro de pressão nos tempos basal, 5a, 10a sessão; 3) Avaliação do estado da dor geral por meio do Questionário de Rolland-Morris (QIRM) nos tempos basal e final; 4) Avaliação do medo de movimentar o membro acometido por meio da Escala de Tampa para Cinesiofobia (ETC) nos tempos basal e final; 5) Avaliação do impacto da Fibromialgia na qualidade de vida (QIF) nos tempos basal e final. Todos os dados obtidos foram analisados ​​por meio da análise de variância (ANOVA) de duas vias para medidas repetidas, seguida do pós-teste de Tukey, quando apropriado. Para os casos em que a interação entre os fatores (Tratamento e Tempo) foi significativa, foi conduzida ANOVA para medidas repetidas de uma via para cada grupo de tratamento. Todos os testes foram bi-caudais e realizados ao nível de significância de 5%. Resultados: Foi verificada uma diminuição da intensidade da dor e aumento do LDP no músculo trapézio superior na 5ª e 10ª sessões em relação ao basal para os grupos em que o LLLT foi utilizado. Nenhuma interação significativa foi encontrada entre os escores das variáveis QIRM, ETC e QIF entre os grupos, exceção feita aos subitens da escala QIF, rigidez e ansiedade que mostraram diferença significativa entre os grupos. Conclusão: A fototerapia laser promoveu uma diminuição da intensidade da dor local e um aumento do LDP do músculo trapézio superior. Além disso, melhorou os sintomas de ansiedade e rigidez. Sugerimos a indicação do laser como adjuvante no tratamento de pacientes com dor miofascial associada à fibromialgia.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1333720 - DANIEL BADAUE PASSOS JUNIOR
Presidente - 1546210 - LEONARDO RIGOLDI BONJARDIM
Externo ao Programa - 1694366 - MARIA AMALIA GONZAGA RIBEIRO
Notícia cadastrada em: 04/03/2013 09:46
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r10803-399c5c35c