A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: SILVIO LEONARDO VALEN?A

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SILVIO LEONARDO VALEN?A
DATA: 12/12/2014
HORA: 09:00
LOCAL: Mini Auditório
TÍTULO: ESTUDO DE ENVELHECIMENTO E PROPRIEDADES MECÂNICAS DE COMPÓSITO EPÓXI REFORÇADO COM TECIDO PLANO DE KEVLAR E HÍBRIDO VIDRO/KEVLAR
PALAVRAS-CHAVES: 1. Materiais compósitos. 2. Tecido híbrido. 3. Resina epóxi. 4. Fibra sintética.
PÁGINAS: 109
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
RESUMO:

A resina epóxi DGEBA possui uma ampla utilização na fabricação de compósitos poliméricos, para obtenção de diversos elementos da engenharia estrutural. As propriedades mecânicas podem ser previstas pelo conhecimento físico-químico das condições de processamento dos componentes da resina. Nesse estudo, objetivou-se caracterizar os grupos funcionais da resina epóxi, como também o seu comportamento de cura, utilizando espectroscopia por FTIR e RAMAN. A resina foi utilizada na matriz dos compósitos com reforço têxtil.O presente estudo consiste no desenvolvimento e caracterização de pré-formas híbridas para aplicação em compósitos estruturais, tendo como foco central a confecção da estrutura do reforço por meio de tecidos a partir de fios sintéticos, e aplicação da estrutura em uma matriz de resina epóxi para caracterização das propriedades mecânicas das placas compósito, como também de observações quanto ao desempenho mecânico da resina epóxi e do compósito, após envelhecimento natural ao ar livre e na água do mar sob temperatura de 70 ºC.Foram concebidas três arquiteturas para produção do tecido referentes ao elemento de reforço estrutural do compósito: somente em aramida (Kevlar 49), como também em Kevlar 49 e fibra de vidro S; por meio do entrelaçamento dos fios e da composição (teor de fibra em percentual) para cada estrutura.Por fim, para esse estudo, foram fabricadas placas do compósito pelo processo de moldagem manual com matriz epoxídica (DGEBA), reforçadas por tecidos planos com fibra de Kevlar, e híbrido com Kevlar/vidro, de acordo com uma arquitetura inovadora. Resultados das propriedades mecânicas dos compósitos foram obtidos por ensaios de tração, flexão e impacto. Estes ensaios foram realizados na direção paralela do urdume e à 90º do urdume. Utilizou-se a microscopia eletrônica de varredura para observar as fraturas do reforço e matriz após os ensaios mecânicos. Os compósitos com estrutura híbrida de Kevlar/vidro no tecido de reforço, apresentaram os melhores resultados com relação à resistência mecânica específica, bem como energia de impacto.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1819778 - EDUARDO KIRINUS TENTARDINI
Interno - 1692550 - MARCELO MASSAYOSHI UEKI
Externo à Instituição - MARIA MADALENA DE CAMARGO FORTE
Externo ao Programa - 1748688 - ROGERIO MACHADO
Presidente - 358689 - SANDRO GRIZA

Notícia cadastrada em: 11/12/2014 15:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r19181-717445561f