A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: DAVID DE PAIVA GOMES NETO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DAVID DE PAIVA GOMES NETO
DATA: 25/07/2014
HORA: 09:00
LOCAL: Miniauditório do P²CEM
TÍTULO: CONTRIBUIÇÃO PARA AS METODOLOGIAS DE IDENTIFICAÇÃO E PREVISÃO DA REAÇÃO ÁLCALI-AGREGADO (RAA) UTILIZANDO AGREGADOS GRANÍTICOS E A TÉCNICA DE MICROONDAS
PALAVRAS-CHAVES: Reação Álcali-Agregado (RAA), microondas, agregados graníticos.
PÁGINAS: 121
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
RESUMO:

A Reação Álcali-Agregado (RAA) é uma manifestação patológica que ocorre emestruturas de concreto e tem preocupado engenheiros e usuários da construção civil hádécadas. Basicamente, é uma reação química decorrente da interação entre os álcalis docimento e alguns silicatos dos agregados considerados reativos. Agregados do mundointeiro têm sido estudados e muitas divergências existem quanto à participação dosagregados graníticos na RAA. Este estudo partiu da necessidade de conclusões sobre ainfluência das características composicionais e microestruturais dos agregadosgraníticos na ocorrência da RAA e da inadequação dos métodos de ensaiosnormatizados para a previsão da reação. Diante deste cenário, esta pesquisa apresentacontribuições para a previsão da RAA utilizando o tratamento com microondas paraacelerar a formação dos produtos de reação. Para isso, três agregados graníticos doEstado de Sergipe foram usados como referência para a validação da aplicabilidade datécnica. As condições experimentais selecionadas permitiram o rápido acesso às fasesminerais responsáveis pela reatividade e a formação de produtos da RAA. Os resultadosmostraram que as diferenças no comportamento reacional dos agregados graníticosestão correlacionadas a aspectos morfológicos do quartzo, como a presença de subgrãosde quartzo microcristalinos e de grãos de quartzos deformados.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1694103 - EULER ARAUJO DOS SANTOS
Externo à Instituição - HELOISE DE OLIVEIRA PASTORE
Interno - 1495228 - IARA DE FATIMA GIMENEZ
Presidente - 426679 - LEDJANE SILVA BARRETO
Externo ao Programa - 1298067 - MARIA DE LOURDES DA SILVA ROSA

Notícia cadastrada em: 07/07/2014 10:17
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r19181-717445561f