Notícias

Banca de DEFESA: FELIPE ARAGÃO FREIRE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FELIPE ARAGÃO FREIRE
DATA: 31/03/2021
HORA: 09:00
LOCAL: google meet
TÍTULO: PRÁTICAS EPISTÊMICAS E ARGUMENTAÇÃO EM UMA ATIVIDADE INVESTIGATIVA DE FÍSICA
PALAVRAS-CHAVES: Ensino de Ciências. Práticas Epistêmicas. Argumentação. Dilatação Térmica
PÁGINAS: 230
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Ensino-Aprendizagem
ESPECIALIDADE: Métodos e Técnicas de Ensino
RESUMO:

A pesquisa apresentada nesta dissertação teve por objetivo analisar os argumentos elaborados por alunos, ao longo de uma sequência de ensino investigativa de Física, considerando suas possíveis relações com as demais práticas epistêmicas e com os movimentos epistêmicos desenvolvidos pelo professor. A pesquisa tomou como base estudos de Gregory J. Kelly e colaboradores, os quais representam um programa empírico de epistemologia, em que se enfoca o que conta como conhecimento, raciocínio, justificação e representação em contextos de educação em ciências. Em tais estudos, as práticas epistêmicas são entendidas como formas socialmente organizadas e interativamente realizadas, pelas quais membros de um grupo propõem, comunicam, avaliam e legitimam reivindicações de conhecimento. A argumentação é entendida como uma prática epistêmica cujo desenvolvimento, associado ao de outras práticas, favorece a alfabetização científica dos alunos. Para realização desta pesquisa, caracterizada como um estudo de caso, foi utilizada uma abordagem qualitativa; no entanto, não se desconsiderou, na análise, investidas quantitativas, com o intuito de garantir um olhar mais amplo para a situação investigada. A Sequência de Ensino Investigativa (SEI), composta por 3 aulas, foi aplicada a um grupo de alunos da 2ª série do Ensino Médio do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Sergipe. Ela foi estruturada com inspiração no Ciclo Investigativo proposto por Pedaste et al. e objetivou proporcionar oportunidades para que os alunos elaborassem explicações e argumentos com base em evidências sobre o processo de dilatação térmica dos sólidos. Os encontros, realizados dentro de uma plataforma virtual por meio de videoconferências, foram gravados em vídeo e, posteriormente, passaram por um processo de transcrição. Além desses dados, foi possível a coleta de dados decorrentes do material didático, dos questionários aplicados e dos comentários participativos realizados pelos alunos no chat da plataforma virtual. Para análise dos argumentos orais e escritos dos alunos, foi utilizado o Padrão do Argumento de Toulmin (TAP). Tendo em vista que a estrutura da SEI analisada preservou o espaço interativo e social, verificou-se a possibilidade de instauração de práticas epistêmicas em ambientes virtuais. Estas, por sua vez, ocorreram em maior frequência na instância social de comunicação do conhecimento. Os resultados obtidos ainda mostraram que a discussão fomentada pelo professor foi fundamental para o engajamento dos alunos e o desenvolvimento de argumentos mais estruturados e complexos ao longo da SEI.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 472.701.795-49 - ADJANE DA COSTA TOURINHO E SILVA
Interno - 2448855 - TIAGO NERY RIBEIRO
Externo à Instituição - LÚCIA HELENA SASSERON
Externo à Instituição - BRUNO FERREIRA DOS SANTOS
Notícia cadastrada em: 18/03/2021 09:04
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r15440-bf36319aa9