Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: CAROLINE DE OLIVEIRA ANDRADE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CAROLINE DE OLIVEIRA ANDRADE
DATA: 26/11/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Sala do Google Meet: https://meet.google.com/gmw-xwhb-qas
TÍTULO: TEMAS CONTROVERSOS EM UNIDADES DE ENSINO POTENCIALMENTE SIGNIFICATIVA (UEPS): UM ESTUDO ACERCA DAS UNIDADES ELABORADAS POR ALUNOS DO PIBID/FÍSICA
PALAVRAS-CHAVES: Ensino de Física; Temas Controversos; UEPS
PÁGINAS: 48
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Ensino-Aprendizagem
ESPECIALIDADE: Métodos e Técnicas de Ensino
RESUMO:

Procura-se trabalhar no Brasil a educação nos moldes da atual Lei de Diretrizes e Bases (LDB), que estando configurada nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), complementando as competências e habilidades para mobilização do conhecimento da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) permite perceber a relevância de aproximar o estudante de temas geradores de discussão, criando sujeitos participativos, críticos, contextualizados e modificadores da sociedade ao qual estão inseridos (FREIRE, 1989). Seguindo essa linha, ocorrem várias discussões no Ensino de Física, de modo que consiga formar cidadãos (BRASIL, 1999) bem como, sobre a necessidade de uma Teoria da Educação que possibilite uma aprendizagem significativa eficaz e necessária para o desenvolvimento do pensamento criativo (NOVAK, 2000). Referenciadas na aprendizagem significativa têm-se os produtos educacionais das Unidades de Ensino Potencialmente Significativas (UEPS) que são sequências didáticas organizadas em oito passos para sua construção, os quais procuram pôr em prática uma série de princípios fundamentais. Estes princípios orientam a prática pedagógica levando em consideração vários aspectos como: as relações sociais, os sentimentos humanos e teorias cognitivistas construtivistas (MOREIRA, 2011). Dentro desse contexto, pode-se destacar alguns problemas sociocientíficos também denominados Temas Controversos, Temas Polêmicos ou Temas Contemporâneos (BARBOSA; LIMA, 2009). Os Temas Controversos podem ser visualizados como uma alternativa metodológica para o desenvolvimento de práticas pedagógicas que venham auxiliar na contextualização de conteúdo específicos de Física. Isto é, adotar a controvérsia como um conceito-chave pode estruturar e guiar metodologicamente as práticas educativas do professor em sala de aula, tendo em vista que este possibilita a construção de bons discursos. Assim, em busca de compreender essa temática, a pesquisa encontra-se orientada pela seguinte questão-foco: Como a inserção do Tema Controverso na Unidade de Ensino Potencialmente Significativa (UEPS) pode contribuir para a aprendizagem de Física? O Tema controverso está sendo utilizado, mesmo que inconscientemente, nas UEPS elaboradas pelos bolsistas? Tendo como objetivo geral deste estudo identificar, a partir das UEPS elaboradas, discussões que envolvem um Tema Controverso, identificando os sentidos que emergem das interações proporcionadas pelos textos dos bolsistas do Pibid e, analisar como estas discussões influenciam na aprendizagem de Física. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa (CRESWELL, 2007; MINAYO, 2002), configurando-se como uma análise documental (CECHINEL et al., 2016), que utiliza como aporte teórico e metodológico a Análise Textual Discursiva de Moraes e Galiazzi (2006). O corpus desta investigação, se constitui em i) analisar documentos acadêmicos (LDB, PCNs e BNCC) e nos produtos educacionais (UEPS) elaboradas, a presença do Tema Controverso; ii) artigos/trabalhos publicados que tratam sobre Temas Controversos na área de Ensino de Física e iii) entrevistas semiestruturadas e técnica do grupo focal com discentes da Licenciatura em Física da Universidade Federal de Sergipe/Campus Prof. Alberto Carvalho. O processo analítico, de acordo com a Análise Textual Discursiva, se dará por meio da categorização para as entrevistas semiestruturadas realizada com os discentes. A partir dessa análise, os resultados irão sinalizar se existe uma concepção desta temática nas UEPS elaboradas e nas entrevistas realizadas com os discentes do curso em análise e o que diz a literatura voltada ao campo de pesquisas sobre Temas Controversos em Ensino de Física. Portando, é evidente que formar professores na sociedade atual, constitui uma revisão de currículos e da prática pedagógica, para que ela seja fundamentada em pesquisas sobre a realidade, e resulte na formação do futuro professor como cidadãos coletivos, plurais e autônomos. A utilização de Temas Controversos apresenta-se como uma competência significativa e transformadora na construção de conhecimentos sobre o Ensino de Física e na percepção da realidade dos futuros professores. Embora recente, a inserção de Temas Controversos na educação, tem ocupado lugar de interesse e destaque nas publicações de trabalhos científicos. Eles podem representar avanços significativos, já que abrem um leque de discussões para a produção do conhecimento e inova o trabalho do professor em sala de aula, indicando possibilidades que estimulem os professores a considerar em suas práticas pedagógicas e os alunos a pensarem de maneira clara e crítica em relação aos conteúdos de Física correlacionados ao cotidiano (SILVA, 2007). Por fim, infere-se que a incorporação dos Temas Controversos apresenta-se como uma alternativa metodológica contextualizada, inovadora e capaz de desenvolver um ensino crítico nos cursos de Licenciatura em Física.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2448855 - TIAGO NERY RIBEIRO
Interno - 1629742 - EDSON JOSE WARTHA
Externo à Instituição - IVONEIDE PINHEIRO DE LIMA
Notícia cadastrada em: 10/11/2020 13:50
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r15368-99f189d34b