Notícias

Banca de DEFESA: BRUNA GOMES CORREIA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BRUNA GOMES CORREIA
DATA: 17/02/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 202 - Didática 7
TÍTULO: UNIDADE DE ENSINO POTENCIALMENTE SIGNIFICATIVA COMO ELEMENTO FACILITADOR DA APRENDIZAGEM DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS NO ENSINO MÉDIO
PALAVRAS-CHAVES: UEPS. Teoria da Aprendizagem. Educação básica. Microrganismos.
PÁGINAS: 120
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Ensino-Aprendizagem
RESUMO:

A busca por formas de fazer o ensino de Biologia mais eficiente, de maneira que este possa contribuir de forma substancial na vida do aprendiz não é algo novo, no entanto nem sempre é uma tarefa fácil para o professor. Neste sentido, este estudo parte dos seguintes questionamentos: Como se desenvolve a Aprendizagem Significativa (AS) através da utilização de uma Unidade de Ensino Potencialmente Significativa (UEPS) no estudo dos microrganismos no ensino médio? Quais as variáveis que poderiam interferir nesse processo? Para tentar alcançar essas respostas o estudo teve como objetivo geral: Investigar como se dá o desenvolvimento da AS através da utilização de uma UEPS, no estudo dos microrganismos em uma turma de ensino médio; e, como objetivos específicos: 1) identificar as evidências de AS durante o desenvolvimento da UEPS; 2) analisar as variáveis que podem interferir no processo de AS desenvolvido durante a UEPS; 3) verificar as dificuldades identificadas pelos alunos neste período; 4) verificar a evolução conceitual dos alunos sobre os microrganismos estudados na UEPS e 5) identificar a rentenção dos conteúdos aprendidos por parte dos alunos após 7 meses do término do estudo. O estudo fundamenta-se na Teoria da Aprendizagem Significativa (TAS) desenvolvida por David P. Ausubel, tendo como aportes teóricos trabalhos de autores como: Moreira, Moreira e Masini, Krasilchik, Motokane, Ludke e Andre, entre outros. Foi utilizada uma aborgem qualitativa do tipo estudo de caso e elementos da Análise Textual Discussiva na interpretação dos dados tendo sido analisados questionários (pré e pós- teste além de um teste final), com categorias definidas tanto a priore quanto emergentes para a construção dos significados contidos nas respostas dos alunos. O estudo pôde evidenciar que após a aplicação da UEPS houve uma considerável evolução dos conceitos estudados, na comparação entre os testes, principalmente na quantidade de conceitos citados pelos alunos. A maioria dos alunos expressou evidências de AS no material de aula analisado. O tempo utilizado nas aulas foi considerado a principal variável capaz de interferir no desenvolvimento da AS, algumas outras dificuldades foram evidenciadas na compreensão significativa do conteúdo como falta de conhecimentos prévios, predisposição para aprender e, obstáculo epstemológico. Concluíndo foi possível reconhecer evidências de AS, demonstrando a eficácia das UEPS para a aprendizagem, pois mesmo diante das adversidades presentes no cotiano escolar, as atividades elaboradas e aplicadas durante o desenvolvimento da UEPS, indicam que os aprendizes conseguiram dar maior significado ao conteúdo estudado, atribuíndo sentidos ao mesmo. Além dessa evolução conceitual, a AS possibilitou, para alguns alunos, uma significativa retenção do conteúdo estudado, mesmo após sete meses da aplicação da UPES. Desta forma verificamos que a AS pode ser alcançada em contextos diversificados, através da estruturação e implementação dos métodos e instrumentos de ensino baseados no que propõe as UEPS.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 353.642.460-00 - CARMEN REGINA PARISOTTO GUIMARAES
Interno - 1296993 - DIVANIZIA DO NASCIMENTO SOUZA
Externo ao Programa - 151.117.505-25 - MARIA INEZ OLIVEIRA ARAUJO

Notícia cadastrada em: 30/01/2020 11:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r15368-99f189d34b