Notícias

Banca de DEFESA: ALANNE DE JESUS CRUZ

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALANNE DE JESUS CRUZ
DATA: 20/03/2019
HORA: 15:00
LOCAL: Sala do PPGECIMA
TÍTULO: MECANISMOS ATENCIONAIS ESPERADOS NO PROCESSO APRENDIZAGEM DE ALUNOS SURDOS EM MATEMÁTICA: UMA INVESTIGAÇÃO EM LIVROS DIDÁTICOS DO PNLD 2017
PALAVRAS-CHAVES: Livro didático. Neurociência Cognitiva. Relações Trigonométricas. Surdos.
PÁGINAS: 137
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Matemática
RESUMO:

O desafio de ensinar alunos surdos é abordado em diferentes áreas, não sendo diferente na matemática. A busca em adaptar e conhecer sinais específicos da área em Libras, metodologias e instrumentos para auxiliar no processo de ensino-aprendizagem de matemática se torna uma rotina para quem ensina a surdos. Frente a esse contexto, esta pesquisa buscou articular interesses da didática da matemática aos interesses da Neurociência Cognitiva, identificando mecanismos atencionais presentes no objeto matemático Relações Trigonométricas no Triangulo Retângulo possíveis de auxiliar a aprendizagem de alunos surdos, a partir dos objetos ostensivos e não ostensivos presente nas praxeologias de livros didáticos de matemática do 9º no ensino fundamental, aprovados pelo PNLD/2017. Para tanto, as principais bases teóricas desta investigação encontram-se estruturadas na institucionalização conceitual de três áreas do conhecimento: Ensino de matemática para alunos surdos (VIANA, 2014; NOGUEIRA, 2013), Teoria Antropológico do Didático (CHEVALLARD, 2018) Neurociência Cognitiva (GAZZANIGA, 2006; LENT, 2002; COSENZA e GUERRA, 2011). Para compreender esse cenário, desenvolveu-se uma análise histórica, epistemológica e do ensino habitual, buscando entendimentos do objeto em estudo e do público alvo da pesquisa. Por outro lado, a ênfase dada aos objetos ostensivos e não ostensivos como ferramentas de análise para identificar quais mecanismos atencionais possibilitam favoravelmente a aprendizagem matemática do aluno surdo, teve como ideia fundamental a associação dos pressupostos da Teoria Antropológica do Didático e a Neurociência Cognitiva, na tentativa de justificar que a manipulação dialética entre esses objetos pode auxiliar aos surdos obterem uma atenção necessária à aprendizagem sobre as relações trigonométricas no triângulo retângulo. Os resultados obtidos mostram que ainda se faz necessário haver mais pesquisas sobre a questão em tela. Constatou-se também que os livros didáticos analisados apresentam objetos ostensivos que favorecem identificar alguns canais de entrada aos mecanismos atencionais, porém o uso da língua portuguesa e da linguagem matemática pode dificultar a compreensão do aluno surdo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 574.597.205-00 - LAERTE SILVA DA FONSECA
Interno - 1296993 - DIVANIZIA DO NASCIMENTO SOUZA
Externo à Instituição - CAMILA MOURA FERREIRA VORKAPIC
Notícia cadastrada em: 17/03/2019 10:33
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r15440-bf36319aa9