Notícias

Banca de DEFESA: SUELAINE DOS SANTOS SOUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SUELAINE DOS SANTOS SOUZA
DATA: 21/02/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de reuniões do NPGECIMA
TÍTULO: Contribuições da Inserção de Atividades Investigativas em atividades de sala de aula baseadas na Abordagem Contextual
PALAVRAS-CHAVES: Abordagem Contextual; Ensino de Ciências; Atividades Investigativas; História da Ciência.
PÁGINAS: 114
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

A utilização de Atividades Investigativas (AI) no ensino de Ciências visa facilitar a compreensão do conhecimento científico. A perspectiva de ensino com base na investigação permite que o ensino seja voltado para o desenvolvimento de habilidades cognitivas nos alunos, para a realização de procedimentos como elaboração de hipóteses, análise de dados e o desenvolvimento da capacidade de argumentação. Além disso, a AI possibilita o aprimoramento do raciocínio e permite a cooperação entre os alunos, possibilitando a compreensão da natureza do trabalho científico. Dessa forma, o ensino de Ciências voltado à realização de AI permite que os discentes possam atuar ativamente no processo de construção da sua aprendizagem. Além do uso de AI, ressaltamos a importância da inserção da História da Ciência no ensino de Ciências, uma vez que o estudo de episódios históricos nos leva a compreender as inter-relações existentes entre ciência, tecnologia e sociedade, bem como, mostra que os conhecimentos científicos não estão isolados do contexto socioeconômico, histórico, cultural e político, mas sofrem influências de vários aspectos existentes na sociedade. Logo, este trabalho tem por objetivo investigar qual(ais) o(s) aspecto(s) da natureza da ciência que podem ser alcançados em atividade investigativa com inserção de Abordagem Contextual. Para atingir esse objetivo, foi desenvolvida e aplicada uma intervenção didática através da aplicação de uma oficina temática em duas turmas distintas de duas escolas da Grande Aracaju. Destacamos que a intervenção didática foi realizada no âmbito das atividades do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) por meio de alunos de formação inicial do curso de Química Licenciatura e, a pesquisadora apenas participou das atividades como pesquisador-observador. Os sujeitos da pesquisa foram alunos da educação básica da rede pública de ensino e os dados foram coletados por meio de gravação audiovisual, questionários e anotações de campo feitas pela pesquisadora. Os dados analisados teve um tratamento qualitativo baseado na análise de conteúdo. E a partir da análise realizada inicialmente, percebemos que a construção e a aplicação da oficina temática por meio da inserção de atividades investigativas na abordagem contextual alcançaram o Grau II de interação entre professor e aluno. Ainda constatamos alguns aspectos da natureza da ciência e do método científico no desenvolvimento das AIs, como proposição de uma situação-problema, elaboração de hipótese, estratégias para resolução do problema, registro dos dados coletados e conclusão da problemática. Também ficou evidente o desenvolvimento de competências atitudinais, na qual o aluno é levado a pensar e refletir, raciocinar, fazer o uso da argumentação e proposição de ideias, além de interagir com o professor e com os colegas. Logo, as atividades investigativas contribuem para melhor compreensão da construção do conhecimento científico dos alunos e estas alcançam um maior nível de entendimento da natureza da Ciência no ensino de Ciências quando atreladas a História da Ciência.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1655045 - ERIVANILDO LOPES DA SILVA
Interno - 1039338 - ADJANE DA COSTA TOURINHO E SILVA
Externo à Instituição - PATRICIA MONTANARI GIRALDI
Notícia cadastrada em: 31/01/2019 09:01
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r15440-bf36319aa9