Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: FÁBIO HENRIQUE GONÇALVES CONCEIÇÃO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FÁBIO HENRIQUE GONÇALVES CONCEIÇÃO
DATA: 17/08/2018
HORA: 14:30
LOCAL: Laboratório de Ensino - DMA/UFS
TÍTULO: ESTRATÉGIAS DE LEITURA E IMPLICAÇÕES NA APRENDIZAGEM SOBRE O TEOREMA TALES DE MILETO: UM ESTUDO COM ALUNOS DA REDE PÚBLICA ESTADUAL DE SERGIPE
PALAVRAS-CHAVES: Estratégias de leitura. Teorema Tales de Mileto. Relação com o saber. Metacognição.
PÁGINAS: 160
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Ensino-Aprendizagem
ESPECIALIDADE: Métodos e Técnicas de Ensino
RESUMO:

Autores como Kleiman (2012) e Solé (1998) afirmam que as estratégias de leitura são procedimentos necessários para a compreensão de um texto. Texto esse que pode está escrito na linguagem matemática. Ao levar em consideração esse fato e a relevância de apresentar pesquisas cujos resultados possibilitem melhorias para o processo de aprendizagem matemática dos sujeitos, desenvolvemos este estudo, nos propondo investigar acerca de interferências das estratégias de leitura na aprendizagem sobre o teorema Tales de Mileto. Esse objetivo surgiu a partir da seguinte questão: Qual a interferência das estratégias de leitura na aprendizagem do teorema Tales de Mileto de alunos do 9º ano do ensino fundamental matriculados na rede pública estadual de ensino em Aracaju-SE? Para concretizarmos a finalidade deste estudo, desenvolvemos uma investigação que, em seus aspectos metodológicos, configurou-se como pesquisa qualitativa, epistemologicamente, fundamentada nos estudos de Piaget (1977, 1978), Solé (1998), Charlot (2000, 2005, 2013), dentre outros. Quanto aos procedimentos, foi adotada a pesquisa de campo, por ter natureza exploratória e descritiva analítica. Como campo de investigação, foram escolhidas duas escolas da rede pública estadual de Sergipe, localizadas em Aracaju-SE, contando com a participação de 14 alunos matriculados em turmas do 9º ano do ensino fundamental nessas escolas, como sujeitos da pesquisa. Para tanto, adotamos como critério que os respectivos responsáveis desses alunos autorizassem a participação, de modo que cada um ao participar, realizasse todas as atividades desenvolvidas durante os encontros. Para obter os dados, realizamos três etapas, sendo a primeira e última com aplicação de: uma adaptação do balanço do saber, atividade diagnóstica e entrevista. A segunda etapa foi um processo de intervenção, pelo qual foi possível constatar que, de modo geral, as estratégias de leitura contribuem para desenvolver no aluno, habilidades necessárias para aprender a aprender. Os resultados também apontam que o trabalho docente com as estratégias de leitura em atividades sobre o teorema Tales de Mileto, possibilita alunos demonstrarem um sentido de aprender, saber fazer e compreender. Além disso, observamos que as estratégias de leitura interferiram na tomada de consciência dos alunos para resolverem problemas acerca do referido teorema; bem como, houve mobilização, por parte dos investigados, para resolver as atividades com procedimentos eficazes. Isso pelo fato de ter ocorrido uma ruptura com a memorização de procedimentos tão marcante nos discursos iniciais desses alunos. Os resultados alçados neste estudo também indicam que as estratégias de leitura podem ser utilizadas como elemento favorável à aprendizagem matemática, para este estudo, quanto ao teorema Tales de Mileto.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2223284 - DENIZE DA SILVA SOUZA
Interno - 574.597.205-00 - LAERTE SILVA DA FONSECA
Externo ao Programa - 2529251 - BERNARD JEAN JACQUES CHARLOT
Notícia cadastrada em: 11/07/2018 20:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r15368-99f189d34b