Notícias

Banca de DEFESA: AGNES GARDÊNIA PASSOS BISPO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AGNES GARDÊNIA PASSOS BISPO
DATA: 04/07/2018
HORA: 18:00
LOCAL: A DEFINIR
TÍTULO: CONTEXTUALIZAÇÃO, ESCOLA QUILOMBOLA, RELAÇÕES ETNICO-RACIAIS: APROXIMAÇÕES E DISTANCIAMENTO NO LIVRO DIDÁTICO DE CIÊNCIAS
PALAVRAS-CHAVES: Livro didático de Ciências Naturais. Contextualização. ERER. DCNEEQ.
PÁGINAS: 116
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Tópicos Específicos de Educação
RESUMO:

O presente estudo tem como objetivo compreender as aproximações e os distanciamentos identificados entre a proposta de contextualização do Livro Didático de Ciências da Natureza, do 6º. Ano do Ensino Fundamental, utilizada em uma escola localizada em território quilombola sergipano, e o exposto nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola(DCNEEQ). Essas diretrizes apontam a necessidade de se trabalhar temas que respeitem as especificidades dos alunos. A abordagem metodológica defendida neste estudo tem embasamento na pesquisa qualitativa. A análise partiu dos pressupostos teóricos Freire, da abordagem CTS e as orientações das DCNEEQ e das DCNERER. Foram analisados o Manual do Professor, as imagens de pessoas negras presentes no volume e a proposta de contextualização, considerando seus limites e possiblidades, aproximando essa problematizando do contexto escolar quilombola. Foram elaboradas cinco categorias de análise, quais sejam: relevância dos temas, abrangências dos temas, surgimento dos temas, disciplinas e/ou conhecimentos envolvidas/os e relação tema e conteúdo. Em síntese, contatamos que as imagens das pessoas negras adultas identificadas e analisadas neste trabalho, mesmo apresentando uma representação significativa da diversidade étnico-racial brasileira, ilustram trabalho de menos prestígio social. Por outro lado, as imagens de crianças negras demonstraram de forma adequada a diversidade brasileira, pois, além da quantidade significativa de imagens de crianças de diversas etnias, elas estavam representadas de forma igualitária em várias situações do cotidiano. Como possibilidades também apontamos a história de uma bióloga negra, que pode ser provocativa da reflexão sobre a contribuição dos cientistas negros e, particularmente, das mulheres negras para o desenvolvimento científico. Sobre a contextualização concluímos que a relevância e abrangência dos temas abordados tem como preocupação aspectos científicos e tecnológicos relacionando com as questões sociais. Não há proposta de relação com outras disciplinas. A discussão com as questões sociais restringe ao âmbito da disciplina. A relação tema e conteúdo é praticamente toda baseada no conhecimento universal. Na seção Fórum de Debates, há sugestões para que os alunos façam pesquisa sobre o tema e debatam o assunto a partir do acesso ao conhecimento científico escolar. Destaca-se nessa seção a presença marcante dos conteúdos atitudinais. Contudo, nenhuma das propostas de debates promove a inclusão dos conhecimentos e das identidades étnico-raciais dos estudantes. Assim, a ideia da Ciência como verdade única e absoluta perpassa todo o livro, tal qual a ideia de que é produzida por homens brancos. De maneira, semelhante, pela ausência da problematização das relações étnico-raciais, pode-se continuar difundindo a ideia de que em nosso país brancos, negros e indígenas vivem em situação de harmonia. Destaca-se ainda que a necessidade de que, mesmo sendo um livro de uso em todo o território nacional, é necessário que seja promovida a inserção das diversas culturas – e seus saberes e fazeres - que formam o povo. Por fim, como proposta de contextualização, propomos que o cotidiano seja ponto de partida e de chegada e a necessidade que, na elaboração dos conhecimentos científicos escolares, sejam construídas mais possibilidades para a reflexão sobre as diversas formas de produção dos conhecimentos pela humanidade.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2223284 - DENIZE DA SILVA SOUZA
Presidente - 1212624 - EDINÉIA TAVARES LOPES
Externo ao Programa - 1698052 - MARIZETE LUCINI
Notícia cadastrada em: 22/06/2018 19:31
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r15440-bf36319aa9