Notícias

Banca de DEFESA: JOAQUINA BARBOZA MALHEIROS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOAQUINA BARBOZA MALHEIROS
DATA: 22/03/2018
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do PPGED - DIDÁTICA II
TÍTULO: DESAFIOS E POSSIBILIDADES DO ENSINO DE CIÊNCIAS EM UMA ESCOLA RIBEIRINHA: INVESTIGAÇÃO TEMÁTICA FREIREANA E A PERSPECTIVA INTERCULTURAL
PALAVRAS-CHAVES: Educação intercultural. Ensino de Ciências. Educação do Campo. Escola ribeirinha/ extrativista. Investigação temática.
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Ensino-Aprendizagem
ESPECIALIDADE: Métodos e Técnicas de Ensino
RESUMO:

A presente dissertação é fruto de uma pesquisa qualitativa que teve o objetivo de analisar na perspectiva intercultural os limites e as possibilidades para a proposição do ensino de Ciências da Natureza no Ensino Médio, em uma escola ribeirinha paraense. Para isto, busca-se: a) Identificar alguns pressupostos que fundamentam ou possam fundamentar o ensino de Ciências da Natureza na perspectiva de educação Intercultural; b) analisar o ensino de Ciências da Natureza, no Ensino Médio, proposto na escola, estabelecendo relações com as orientações oficiais e as produções científicas que fundamentam a modalidade de ensino da Educação do Campo e o ensino de Ciências da Natureza; c) Identificar limites e possibilidades para o ensino de Ciências da Natureza, no Ensino Médio, nessa realidade escolar, na perspectiva de educação intercultural com base na proposição de ensino de Investigação temática. Os sujeitos dessa pesquisa foram os três moradores da comunidade ribeirinha, o professor de Ciências, a coordenadora da Escola e os 18 alunos do Ensino Médio. Os dados foram coletados por meio da análise documental e entrevistas. A investigação foi realizada em uma escola ribeirinha localizada da Ilha das Cinzas, no município do Gurupá pertencente ao arquipélago do Marajó, Estado do Pará. Como resultado das entrevistas com os moradores, coordenadora pedagógica e o professor de Ciências do Ensino Fundamental e com as observações, constatamos que, o Ensino de Ciências na Escola Ribeirinhas necessita de maiores investimentos, principalmente no que se refere a formação de professores, tempos e espaços escolares e materiais didáticos. Com as observações e análise documental no Ensino de Ciências da Natureza, identificamos que a proposta do projeto do Ensino Médio, não considera as características e especificidades da população da comunidade ribeirinha e se distância da proposta das Diretrizes Curriculares da Educação do Campo. Com base nisso, em busca de um ensino que leve em consideração os aspectos culturais da comunidade, valorizando seus saberes, incentivando essa relação entre sujeitos, promovendo o encontro, estreitando essas relações, elaboramos uma proposta para o Ensino de Ciências da Natureza, utilizando a investigação temática de Freire, a partir da releitura na perspectiva da educação intercultural, como possibilidade que mais se aproxima das demandas pela educação na realidade da escola ribeirinha, considerando seus limites e possibilidades.

A presente dissertação é fruto de uma pesquisa qualitativa que teve o objetivo de analisar na perspectiva intercultural os limites e as possibilidades para a proposição do ensino de Ciências da Natureza no Ensino Médio, em uma escola ribeirinha paraense. Para isto, busca-se: a) Identificar alguns pressupostos que fundamentam ou possam fundamentar o ensino de Ciências da Natureza na perspectiva de educação Intercultural; b) analisar o ensino de Ciências da Natureza, no Ensino Médio, proposto na escola, estabelecendo relações com as orientações oficiais e as produções científicas que fundamentam a modalidade de ensino da Educação do Campo e o ensino de Ciências da Natureza; c) Identificar limites e possibilidades para o ensino de Ciências da Natureza, no Ensino Médio, nessa realidade escolar, na perspectiva de educação intercultural com base na proposição de ensino de Investigação temática. Os sujeitos dessa pesquisa foram os três moradores da comunidade ribeirinha, o professor de Ciências, a coordenadora da Escola e os 18 alunos do Ensino Médio. Os dados foram coletados por meio da análise documental e entrevistas. A investigação foi realizada em uma escola ribeirinha localizada da Ilha das Cinzas, no município do Gurupá pertencente ao arquipélago do Marajó, Estado do Pará. Como resultado das entrevistas com os moradores, coordenadora pedagógica e o professor de Ciências do Ensino Fundamental e com as observações, constatamos que, o Ensino de Ciências na Escola Ribeirinhas necessita de maiores investimentos, principalmente no que se refere a formação de professores, tempos e espaços escolares e materiais didáticos. Com as observações e análise documental no Ensino de Ciências da Natureza, identificamos que a proposta do projeto do Ensino Médio, não considera as características e especificidades da população da comunidade ribeirinha e se distância da proposta das Diretrizes Curriculares da Educação do Campo. Com base nisso, em busca de um ensino que leve em consideração os aspectos culturais da comunidade, valorizando seus saberes, incentivando essa relação entre sujeitos, promovendo o encontro, estreitando essas relações, elaboramos uma proposta para o Ensino de Ciências da Natureza, utilizando a investigação temática de Freire, a partir da releitura na perspectiva da educação intercultural, como possibilidade que mais se aproxima das demandas pela educação na realidade da escola ribeirinha, considerando seus limites e possibilidades.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1212624 - EDINÉIA TAVARES LOPES
Interno - 1039338 - ADJANE DA COSTA TOURINHO E SILVA
Externo à Instituição - TÂNIA MARIA LIMA BERALDO
Notícia cadastrada em: 20/03/2018 09:29
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r15440-bf36319aa9