Notícias

Banca de DEFESA: TATIANE DA SILVA SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TATIANE DA SILVA SANTOS
DATA: 20/03/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Departamento de Biologia, Sala A-6
TÍTULO: Alfabetização Científica e o uso de Questões Sociocientíficas no ensino de Ecologia: uma experiência no contexto de Lagarto – SE
PALAVRAS-CHAVES: Enfoque CTSA, Agrotóxicos, Sergipe, Ensino de Ciências
PÁGINAS: 179
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Ensino-Aprendizagem
ESPECIALIDADE: Métodos e Técnicas de Ensino
RESUMO:

A Alfabetização Científica (AC) no currículo de Ciências apresenta uma proposta de educação voltada para formação cidadã dos estudantes, através do entendimento de assuntos científico-tecnológicos. Desse modo, ganha espaço a abordagem de Questões Sociocientíficas (QSC), que considera as dimensões presentes no enfoque CTSA (Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente), os aspectos culturais e éticos, o raciocínio e o desenvolvimento emocional dos estudantes. Nesse contexto, o ensino de Ecologia apresenta grande relevância devido a sua complexidade e interfaces com outras áreas do conhecimento, aliada à necessidade crescente de maior cuidado com o planeta, em virtude dos impactos ambientais causados pela ação antrópica. O presente trabalho tem como objetivo geral analisar as potencialidades e limitações da utilização de QSC no ensino de Ecologia, de modo a contribuir para a AC de estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental da rede municipal de Lagarto, região centro-sul de Sergipe. A pesquisa está dividida em três etapas: 1) Investigação dos saberes de professores de Ciências da rede municipal de ensino de Lagarto, sobre a AC, o enfoque CTSA e as QSC e quanto à forma com que abordam o conteúdo de Ecologia em suas aulas; 2) Construção, de maneira colaborativa com um desses docentes, de uma Sequência didática (SD) sobre a temática “utilização de agrotóxicos em Lagarto”; 3) Aplicação e avaliação da SD. O instrumento de coleta de dados da primeira etapa da pesquisa foi um questionário, respondido por 13 dos 22 professores de Ciências, os quais demonstraram ter certo conhecimento acerca da AC, do enfoque CTSA e das QSC, porém na prática, a realidade local ainda parece ser pouco abordada nas aulas de Ecologia. Para a SD foram elaboradas cinco aulas, com a utilização de recursos e estratégias didáticas diversificadas, o que possibilitou o engrandecimento do processo de ensino e aprendizagem. Durante a aplicação da SD, observou-se o empenho da professora participante em estimular o pensamento crítico dos discentes, por meio da análise dos aspectos “positivos” e negativos que envolvem a utilização dos agrotóxicos. Assim, os estudantes puderam envolve-se nas discussões, expressando suas opiniões acerca do assunto e compartilhando suas vivências. Conclui-se, portanto, que os estudantes trazem consigo uma gama de conhecimentos, adquiridos principalmente na sua vivência diária, que precisam ser trabalhados na sala de aula, para que assim a aprendizagem de novos conteúdos possa ter sentido e efetivamente contribua para a formação cidadã dos discentes. Para que isso aconteça é necessário que o docente preocupe-se em utilizar os assuntos científicos como meios para entender uma problemática social, abordando questões reais e atuais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 265070 - MYRNA FRIEDERICHS LANDIM DE SOUZA
Interno - 426682 - CARMEN REGINA PARISOTTO GUIMARAES
Externo à Instituição - DENISE DE FREITAS
Notícia cadastrada em: 07/03/2018 07:47
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r15440-bf36319aa9