Notícias

Banca de DEFESA: MÁRCIA CRISTINA ROCHA PARANHOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MÁRCIA CRISTINA ROCHA PARANHOS
DATA: 17/02/2017
HORA: 10:00
LOCAL: Sala 6 bloco B, DBI
TÍTULO: Relações entre habilidades socioemocionais e inovação para alguns licenciandos em Ciências Biológicas
PALAVRAS-CHAVES: Habilidades Socioemocionais, Fromação de professores de Ciências, Inovação
PÁGINAS: 120
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Ensino-Aprendizagem
ESPECIALIDADE: Teorias da Instrução
RESUMO:

Compreendemos que o conceito de Habilidades Socioemocionais (HSE) levam em consideração como o indivíduo consegue refletir sobre suas emoções quando precisa tomar decisões intrapessoais e interpessoais. É, portanto, uma capacidade reflexiva de lidar com as emoções e potencializar características ímpares do seu eu nas relações com o outro. Tais habilidades são construídas por uma extensa e complexa rede de conhecimentos e comportamentos relacionados ao sucesso ou ao fracasso de um empreendimento, que visa inovar no campo educacional. Nesse sentido, propomos compreender as relações entre inovação e HSE segundo alguns graduandos de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Sergipe. O trabalho está organizado em duas fases: na primeira, exploratória, foram identificados alguns casos episódicos, observados em um minicurso que tratava da questão das HSE, do qual participaram alguns alunos dessa licenciatura; em um segundo momento, foram realizadas quatro entrevistas semiestruturadas, gravadas, transcritas e analisadas a partir de cinco categorias apriori, equivalentes às cinco dimensões dos domínios de personalidade, a saber: 1) abertura a novas experiências, 2) Consciência, 3) Extroversão, 4) Cooperatividade e 5) Estabilidade Emocional. Quanto à relação das HSE com inovação, buscamos agrupar as falas dos entrevistados dentro dos domínios de personalidade do big five, entendendo quais habilidades são requisitadas por eles para que o aluno seja inovador dentro do processo de formação docente. Dentre os resultados encontrados, percebemos que durante o minicurso, os discentes expressaram suas HSE ainda que timidamente, uma vez que apresentaram dificuldades em falar de características próprias, internalizando suas emoções. No que se refere às análises das entrevistas, percebemos que a categoria Consciência, conteve maior frequência dos discursos apresentados em relação às outras categorias, remetendo, portanto, o desenvolvimento de habilidades como responsabilidade, disciplina e organização como propulsoras do desempenho acadêmico (in) satisfatório, dentro do que é requerido como habilidade técnica, pelo currículo, aos futuros licenciandos. Além disso, compreendemos que todas as categorias contemplaram discursos inovadores, todavia, Abertura a Novas Experiências, Consciência e Estabilidade Emocional abrangeram discursos mais centrados a prática de sala de aula, do que mesmo no processo de formação docente. Por outro lado, as categorias Extroversão e Cooperatividade, trazem discursos que remetem a mudanças de currículo bem como de gestão, considerando as habilidades de sociabilidade e trabalho em grupo como agentes primordiais no processo de inovação.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1674029 - ALICE ALEXANDRE PAGAN
Interno - 1655045 - ERIVANILDO LOPES DA SILVA
Externo ao Programa - 1108628 - ISA REGINA SANTOS DOS ANJOS
Notícia cadastrada em: 05/01/2017 11:57
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r15368-99f189d34b