Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MAÍSA PEREIRA DE JESUS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MAÍSA PEREIRA DE JESUS
DATA: 15/09/2016
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de reuniões do PPGECIMA
TÍTULO: CONTEXTUALIZAÇÃO DO ENSINO DE QUÍMICA POR MEIO DO ENFOQUE CTS ATRELADO A PEDAGOGIA DE PAULO FREIRE
PALAVRAS-CHAVES: Ensino de CTS, Pedagogia de Paulo Freire, Sequência didática de Química, Argumentação, Tema Gerador
PÁGINAS: 110
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Ensino-Aprendizagem
ESPECIALIDADE: Métodos e Técnicas de Ensino
RESUMO:

O ensino de Ciência-Tecnologia-Sociedade (CTS) propõe-se a formar um aluno com concepção crítica e ampliar o seu olhar sobre o papel da ciência e da tecnologia na sociedade, valorizando as interações entre tais esferas. Discutir ciência, tecnologia e sociedade em sala de aula, abrange valores e atitudes que precisam estar associados à compreensão conceitual dos temas da disciplina inerentes aos aspectos sociais e científicos, de modo a favorecer a capacidade de tomada de decisão dos indivíduos enquanto cidadãos. O ensino de CTS apresenta similitude com a pedagogia libertadora de Paulo Freire, ao defender uma educação politizada, que estimula a soberania popular. Paulo Freire destaca a utilização de um “tema gerador” como forma de contextualizar o ensino. Ao longo do processo de alfabetização, ele fazia uso de temas geradores. O ensino de CTS tem como pilar a alfabetização científica, a qual está ligada ao intuito de formação do cidadão, entendido como um indivíduo capaz de participar ativamente de uma sociedade democrática, com habilidade de defender um ponto de vista, ou seja, com capacidade de argumentação. Nesse sentido, o desenvolvimento de práticas argumentativas em sala de aula auxilia o processo de alfabetização científica. Diante desses pressupostos, esta dissertação apresenta a análise do desenvolvimento de uma sequência didática (SD) composta por 8 aulas, sendo que nas duas últimas são propiciados momentos de discussões argumentativas entre os alunos. A SD foi elaborada na perspectiva de ensino de CTS e da Pedagogia de Paulo Freire, considerando o tema-gerador “alimentos”. A pesquisa buscou verificar como o desenvolvimento da SD, em uma turma de 3º ano do Ensino Médio, contribuiu para a capacidade argumentativa dos alunos, aliando as concepções cientificas a aspectos sociais e econômicos. Ela caracterizou-se como pesquisa-intervenção, que é uma tendência das pesquisas participantes, seguindo uma abordagem qualitativa. A obtenção dos dados se deu mediante filmagens por meio de duas câmeras, uma focalizando toda a turma, e outra, um grupo especifico de alunos. Os dados registrados em vídeo foram analisados considerando-se categorias analíticas focadas nas ações do professor e nas discussões entre os alunos. Para as ações do professor foram utilizadas categorias apresentadas por Mortimer e Scott (2003), sendo elas: abordagem comunicativa, padrões de interação e intenções do professor. As discussões entre os alunos foram analisadas considerando o Padrão de Argumentação de Toulmin (2006). Para análise dos resultados parciais, foi selecionada a Aula 7 da SD, por se tratar da primeira aula com episódios argumentativos. Através dessa aula, a professora buscou promover uma tomada de consciência dos alunos em relação aos alimentos com corantes, conservantes e a sociedade de consumo, inter-relacionando o conteúdo químico com a realidade do aluno, sob uma perspectiva crítica sobre os valores capitalistas. Com o intuito de gerar discussões argumentativas entre os alunos, a professora inseriu questões norteadoras. Nesses momentos de discussão, ela trabalhou com as intenções de explorar os pontos de vista dos alunos e guiá-los no processo de internalização das ideias científicas. A abordagem comunicativa variou entre a interativa/dialógica e a interativa/de autoridade. Mediante uma das questões propostas, houve a elaboração conjunta de uma estrutura argumentativa. Tal estrutura deixou mais sofisticada aquela inicialmente proposta na forma de questão pela professora. Os resultados obtidos até o momento indicam como as ações da professora possibilitam as interações entre os alunos e a elaboração conjunta de argumentos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1039338 - ADJANE DA COSTA TOURINHO E SILVA
Interno - 1296993 - DIVANIZIA DO NASCIMENTO SOUZA
Externo à Instituição - EDÊNIA MARIA RIBEIRO DO AMARAL
Notícia cadastrada em: 27/08/2016 21:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r15368-99f189d34b