Notícias

Banca de DEFESA: CAMILLA SILEN DE ALMEIDA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CAMILLA SILEN DE ALMEIDA
DATA: 23/03/2016
HORA: 09:00
LOCAL: NPGECIMA
TÍTULO: OS ECOSSISTEMAS LOCAIS NAS AULAS DE ECOLOGIA: ESTRATÉGIAS DIDÁTICAS EM ESCOLAS LOCALIZADAS NO ENTORNO DE UMA UNIDADE DE CONSERVAÇÃO EM ARACAJU, SE
PALAVRAS-CHAVES: Formação Docente; Ensino de Ecologia; Ecossistemas locais
PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Ensino-Aprendizagem
ESPECIALIDADE: Métodos e Técnicas de Ensino
RESUMO:

Considerar o ambiente vivencial dos alunos como ponto de partida no ensino sobre os ecossistemas é algo bastante vantajoso na prática docente, pois a partir daí é possível se conquistar um posicionamento adequado diante das diversas problemáticas ambientais que afligem não só os ambientes ao nosso redor, mas também o mundo. Considerando o ambiente escolar como veículo de formação do indivíduo para sua atuação socioambiental, reconhecem-se no Ensino de Ecologia, especificamente, potencialidades para a compreensão dos problemas ambientais (KATO et al., 2013). Esta pesquisa tem como finalidade contribuir para o conhecimento sobre a prática de docentes de Biologia sobre ecossistemas locais em aulas de Ecologia de três escolas da rede pública estadual de Aracaju, Sergipe, localizadas próximo a Área de Proteção Ambiental Morro do Urubu. Em relação à natureza e técnicas de coleta de dados, a pesquisa possui uma abordagem qualitativa, utilizando como instrumento de coleta de dados a entrevista. Analisaram-se os relatos de sete docentes sobre sua prática, a fim de caracterizar práticas metodológicas utilizadas no ensino dos ecossistemas locais e analisar as potencialidades e limitações na abordagem sobre estes ecossistemas. Para a categorização das metodologias ou estratégias didáticas utilizadas por esses professores, utilizou-se a classificação das Modalidades Didáticas proposta por Krasilchik (2004). Os resultados obtidos revelaram que a prática de grande parte dos docentes, limitou-se às Aulas Expositivas e Instrução Individualizada, uma possível justificativa seria a escassez de recursos pedagógicos, tanto em termos materiais, como humano, fato que restringe principalmente a execução das Demonstrações, Aulas Práticas, Simulações. O tempo limitado destes profissionais impede-os de realizar um trabalho mais articulado com os demais colegas de profissão, inviabilizando a realização de Excursões e Projetos. Observou-se, que apesar dos docentes perceberem o que há no entorno da escola e reconhecerem o potencial destes ambientes para a aprendizagem dos alunos, infelizmente, a APA Morro do Urubu parece não exercer influência na abordagem didática sobre os ecossistemas locais, pois, o Livro Didático foi apontado como principal norteador da prática destes professores. Tornando-se necessários investimentos, tanto em recursos como em Políticas Públicas mais eficientes para o ensino.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 426682 - CARMEN REGINA PARISOTTO GUIMARAES
Externo ao Programa - 630.606.043-04 - MARLECIO MAKNAMARA DA SILVA CUNHA
Presidente - 265070 - MYRNA FRIEDERICHS LANDIM DE SOUZA
Notícia cadastrada em: 12/01/2016 14:21
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r15368-99f189d34b