Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ARLINDO BATISTA DE SANTANA FILHO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ARLINDO BATISTA DE SANTANA FILHO
DATA: 25/07/2014
HORA: 18:00
LOCAL: A confirmar
TÍTULO: PERCEPÇÕES SOBRE SABERES E PRÁTICAS EM CIÊNCIAS NATURAIS: UM ESTUDO NO 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM CAPELA/SE
PALAVRAS-CHAVES: Palavras-Chave: Percepções sobre saberes e práticas. Ciências Naturais. Relações afetivas e intersubjetivas.
PÁGINAS: 121
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

O ensino de Ciências Naturais nos anos iniciais do Ensino Fundamental apresenta-se de forma desafiadora e crescente orientado por diversas tendências históricas que refletem até os dias atuais nas salas de aula. Sendo esta história um processo que depende bastante dos envolvidos para que a aprendizagem de fato aconteça de forma significativa e transformadora. O objetivo desta pesquisa parte do pressuposto de que os saberes do cotidiano dos alunos e dos professores devem ser utilizados nas aulas, desencadeando numa interação e sistematização para um conhecimento que dê a condição que os/as discentes necessitam para compreender o mundo e suas transformações, situando-os, de forma participativa, como parte integrante do mundo. Sendo assim, a fim de analisar as percepções sobre saberes e práticas em Ciências Naturais para alunos (as) do 5º ano do Ensino Fundamental. A partir deste objetivo este trabalho aborda o ensino de Ciências Naturais, um pouco de sua história, as percepções acerca dos saberes em Ciências Naturais, a relação com a prática e as relações afetivas e intersubjetivas presentes na construção que media esse processo da percepção sobre os saberes e as práticas, percepção essa que de algum modo reflete a condição de aprendizagem dessas crianças. Para a sistematização desta pesquisa, foram utilizados como referencial teórico: Adorno (1995), Astolfi (1990), Bizzo (2002), Chassot (2003), Brasil (1997), Carvalho e Gil-Pérez (2006), Delizoicov e Angotti (1990), Fracalanza, Amaral e Gouveia (1986), Frizzo (1989), Fumagalli (1998), Juliatto (2009), Rocha (2001), Tardif (2010), Vygotski (1998), Zeichner (1998), entre outros. Trata-se de um estudo de caso, com abordagens qualitativas e quantitativas, utilizado como instrumento de coleta de dados questionários e entrevista semiestruturada. Os dados evidenciam que os alunos possuem uma visão inicial simplista sobre os fenômenos do cotidiano, e com a sistematização realizada pelas professoras os mesmos passam a compreender os fenômenos da natureza e do próprio corpo e que as relações afetivas e intersubjetivas podem ser importantes para que a aprendizagem aconteça de forma eficiente e eficaz.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1545817 - MARIA BATISTA LIMA
Interno - 1212624 - EDINÉIA TAVARES LOPES
Externo à Instituição - ATTICO INACIO CHASSOT
Notícia cadastrada em: 24/07/2014 16:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r15440-bf36319aa9