Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ERICA DE OLIVEIRA JARSKE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ERICA DE OLIVEIRA JARSKE
DATA: 15/01/2014
HORA: 14:00
LOCAL: Laboratório de Ensino de Matemàtica
TÍTULO: PRÁTICAS DE LABORATÓRIO: UMA ANÁLISE DOS ENTENDIMENTO(S) E USO(S) APONTADOS POR PROFESSORES DE MATEMÁTICA EM ARACAJU-SE
PALAVRAS-CHAVES: Laboratório de Ensino de Matemática; Práticas de Laboratório de Matemática; Atividades experimentais em aulas de Matemática.
PÁGINAS: 120
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Ensino-Aprendizagem
ESPECIALIDADE: Métodos e Técnicas de Ensino
RESUMO:

Esta pesquisa teve por objetivo analisar o(s) entendimento(s) e uso(s) que professores de Matemática fazem de práticas de laboratório em suas aulas. Para isso, foram investigadas práticas de vinte e um professores da rede estadual de Sergipe, em Aracaju, por meio de questionários e entrevistas. Para a discussão sobre as concepções de laboratório de ensino de Matemática (LEM) e práticas de laboratório, foram tomadas como principais referências os trabalhos de Tahan(1962), Aguiar(1999), Benini(2006), Lorenzato(2006) e Rodrigues(2011), que descrevem o LEM não apenas como um espaço físico específico, mas também como uma Abordagem assumida pelo professor. Foram consideradas nesta investigação ainda as pesquisas de Trindade(2012), Guimarães(2012) e Lima(2013), para estabelecer um entendimento sobre duas possibilidades para o uso de práticas de laboratório em aulas de Matemática, como Recurso ou Metodologia. No primeiro caso o objetivo é de fixar conceitos já estudados, a manipulação do material pelo aluno ocorre após explanação inicial do conteúdo pelo professor, e, no segundo caso, como(Metodologia, a atividade experimental é o ponto de partida para o estudo dos conteúdos, permitindo ao aluno a construção dos conceitos. Verificou-se que a minoria dos professores investigados costuma utilizar práticas de laboratório em aulas de Matemática, desenvolvendo principalmente atividades com materiais manipuláveis e jogos. A partir de um exame das práticas dos sujeitos desta pesquisa é possível afirmar que as práticas de laboratório ainda estão bastante ausentes das aulas de Matemática dos professores sergipanos, apesar dos próprios professores reconhecerem o valor da atividade experimental para o aprendizado do aluno.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1546518 - IVANETE BATISTA DOS SANTOS
Interno - 426682 - CARMEN REGINA PARISOTTO GUIMARAES
Externo ao Programa - 1708198 - JOAO PAULO ATTIE
Notícia cadastrada em: 06/01/2014 09:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r15368-99f189d34b