Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: REGINEIDE MENESES MELO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: REGINEIDE MENESES MELO
DATA: 18/11/2013
HORA: 09:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO NPGED
TÍTULO: REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DE MEIO AMBIENTE DE PROFESSORES DE BIOLOGIA DOS CENTROS DE EXCELÊNCIA DE SERGIPE
PALAVRAS-CHAVES: Representação Social, Meio ambiente, Práticas docentes, Centros de Excelência
PÁGINAS: 68
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Tópicos Específicos de Educação
RESUMO:

O estudo das Representações Sociais de meio ambiente tem sido apontado como uma importante ferramenta para compreender como um sujeito ou um determinado grupo concebe o meio ambiente, e no caso dos docentes como essas Representações caracterizam suas práticas pedagógicas relacionadas a esse tema. Nessa perspectiva a presente pesquisa de cunho qualitativo, analítico descritivo e de inspiração fenomenológica, tem por objetivo principal identificar as Representações Sociais de meio ambiente dos professores (a) de Biologia dos Centros de Excelência de Sergipe, três deles localizados em Aracaju e um em Nossa Senhora da Glória. E ainda verificar se existe relação entre as Representações Sociais desses professores e o seu discurso sobre a sua prática pedagógica. O referencial teórico encontra aporte nas teorias de Serge Moscovici (1978) além de pensadores como Denise Jodelet(2005), Marcos Reigota(2007) e Mauro Guimarães( 2007), dentre outros. Na metodologia, os instrumentos de coleta de dados foram o questionário e a entrevista semi estruturada, análise do conteúdo deu-se segundo a perspectiva de Bardin(2009) e as respostas dos sujeitos a respeito das Representações Sociais de meio ambiente foram categorizadas a partir das categorias propostas por Reigota (1995) antropocêntrica, naturalista e globalizante. Através das análises dos conteúdos obtidos nos questionários, ficou evidenciado que 50% dos professores estudados possuem uma representação globalizante de meio ambiente, enquanto 25% possuem representação naturalista e os outros 25% antropocêntrica. No que se refere às práticas docentes desenvolvidas, nota-se que estão concentrados na construção de projetos pedagógicos com temática ambiental, os professores citaram ainda uma série de obstáculos que permeiam ás práticas voltadas às questões ambientais, como a falta de material e a falta de interesse dos alunos. Contatou-se também que nem sempre as práticas pedagógicas se relacionam as representações que os professores possuem. Esses resultados revelam, apesar de metade dos professores apresentar uma visão globalizante de meio ambiente, a necessidade de se construir desde a formação inicial uma concepção mais complexa, onde as interações que envolvem o meio ambiente estão além da esfera ecológica, essa visão globalizante será repassada para os alunos em sala de aula, contribuindo para a formação de sujeitos que percebam-se como integrantes do meio ambiente, cujas ações podem interferir na qualidade desse meio.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1344550 - VELEIDA ANAHI DA SILVA
Interno - 1674029 - ACACIO ALEXANDRE PAGAN
Interno - 396753 - SAMISIA MARIA FERNANDES MACHADO
Notícia cadastrada em: 05/11/2013 15:46
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r15440-bf36319aa9