A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: VERÔNICA DE BARROS SANTOS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VERÔNICA DE BARROS SANTOS
DATA: 13/04/2022
HORA: 13:30
LOCAL: Videoconferência (https://meet.google.com/ubi-bgds-nri)
TÍTULO: ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA DOMÉSTICA: Uma Causa Comum aos Movimentos de Mulheres
PALAVRAS-CHAVES: Violência Doméstica; Causas Públicas; Profissionais Engajados; Femocra-cia.
PÁGINAS: 234
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
RESUMO:

O enfrentamento à violência doméstica é uma pauta presente nas reivindicações dos movimen-tos de mulheres e em agendas governamentais. É um problema público construído internacio-nalmente, incorporado a programas de governos nacionais e convertido em tema de políticas públicas. A trajetória do problema é marcada pelo ativismo de mulheres em espaços suprana-cionais, na burocracia estatal e em diferentes formas de associação coletiva. Apesar das reivin-dicações históricas dos movimentos de mulheres serem compostas por um rol extenso de pau-tas, a violência doméstica se destaca como ponto de convergência de movimentos sociais e grupos políticos de diferentes tendências, ao contrário das pautas relacionadas aos direitos se-xuais e reprodutivos. O objetivo dessa pesquisa é compreender a construção da violência do-méstica como pauta comum aos movimentos de mulheres, tornando-se uma causa social de grande visibilidade e uma das principais matérias das políticas para as mulheres no Brasil. Para apreender as condições sociais de evidência dessa pauta realizamos a sociogênese da causa pública, analisamos as políticas para as mulheres do governo brasileiro, refletimos sobre a atu-ação de profissionais engajados e debatemos acerca das mudanças nas políticas de enfrenta-mento, como reflexo de mudanças no cenário político nacional. Assim, o enfrentamento à vio-lência doméstica é uma causa internacional, diversificada e especializada que mobiliza diferen-tes afetos e diversos atores e que se consolida com a presença de mulheres na burocracia estatal. A partir da trajetória da causa, concluímos que o enfrentamento à violência doméstica é uma causa femocrata, construída por mulheres em espaços institucionais e consolidada em espaços burocráticos, tornando-se uma matéria facilmente enquadrada em diversas perspectivas e con-textos sociais e políticos.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2194323 - ANDRÉA DEPIERI DE ALBUQUERQUE REGINATO
Interno - 1494768 - MARCELO ALARIO ENNES
Externo à Instituição - MARIA TERESA LISBOA NOBRE PEREIRA
Externo à Instituição - MONIKA WERONIKA DOWBOR DA SILVA
Interno - 279.089.765-49 - PAULO SERGIO DA COSTA NEVES
Presidente - 1195417 - WILSON JOSE FERREIRA DE OLIVEIRA

Notícia cadastrada em: 12/04/2022 21:05
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - dragao3.dragao3 v3.5.16 -r17722-925b7210d0