A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: FELIPE TRINDADE DE SOUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FELIPE TRINDADE DE SOUZA
DATA: 29/05/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO: O CANGAÇO COMO OFÍCIO: UMA ANÁLISE DA CULTURA PROFISSIONAL E DA CARREIRA NO BANDO DE LAMPIÃO
PALAVRAS-CHAVES: cangaço; bando de Lampião; cultura profissional; carreira.
PÁGINAS: 104
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
RESUMO:

Esta dissertação investiga como alguns homens do Nordeste brasileiro se tornaram cangaceiros, mantiveram-se num bando organizado e fizeram do cangaço uma ocupação. Para isso, tomamos o bando de Lampião como universo empírico. Logo, por meio desta pesquisa será possível compreender o conjunto de conhecimentos gerais do grupo e descrever como ocorria a transição de “paisanos” a cangaceiros através de uma carreira. Durante o levantamento das discussões acerca do campo de pesquisa percebemos que os estudos já realizados não dão destaque a socialização e a cultura “profissional” no bando Lampião. Esses elementos, porém, constituem um papel destacado na sociologia dos grupos profissionais e do desvio. Ressaltamos, assim, que no processo de entrada dos indivíduos em um grupo “desviante” a socialização “profissional” configurou-se um meio de iniciação em uma cultura “profissional” e de construção de si. Ademais, o domínio desse complexo de conhecimentos e atitudes permitia ao cangaceiro executar as tarefas no seu dia-a-dia no bando e eventualmente ascender a postos de liderança. Por essa razão, além de diversos episódios contingenciais, como morte e prisão, cangaceiros que não conseguiam dominar esse repertório de saberes tendiam não solucionar os problemas da ocupação e deixar o bando.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1523397 - FERNANDA RIOS PETRARCA
Interno - 1546297 - PETRONIO JOSE DOMINGUES
Externo à Instituição - VALDENIO FREITAS MENESES

Notícia cadastrada em: 18/05/2020 09:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - dragao3.dragao3 v3.5.16 -r17743-f9ff511828