A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: GABRIELA SANTOS TUPY

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GABRIELA SANTOS TUPY
DATA: 25/04/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Google meet
TÍTULO: SUSTENTABILIDADE DA SUB-BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO POXIM, SERGIPE -SE
PALAVRAS-CHAVES: Gestão dos Recursos Hídricos, Índices e Indicadores; Hidrologia, Instrumento de Apoio a Decisão.
PÁGINAS: 5349
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

Diante da crescente preocupação com os recursos hídricos, analisar a sua qualidade é uma ação central para o planejamento. Tal avaliação deve considerar os diferentes contextos, o qual cada corpo hídrico está inserido. Por essa razão bacias hidrográficas são consideradas unidades territoriais e de planejamentos, palco de importantes interações ecológicas, sociais e econômicas. A sub-bacia do rio Poxim abrange parcialmente seis cidades no estado de Sergipe, apresentando historicamente uma posição central na questão do abastecimento público tanto na capital sergipana como nas cidades metropolitanas. Diagnósticos ambientais em bacias hidrográficas podem ser otimizados com o auxílio de ferramentas como índice e indicadores competentes em reconhecer diferentes padrões sociais, econômicos e institucionais, refletindo assim, as diversas relações entre o meio físico, biótico e antrópico. O objetivo desse trabalho é determinar o nível de sustentabilidade da sub-bacia do rio Poxim, no estado de Sergipe, considerando suas vulnerabilidades e potencialidades. Os objetivos específicos consistem em: Analisar a eficiência da gestão de recursos hídricos da sub-bacia do Rio Poxim através da aplicação do Índice de Sustentabilidade de Bacias Hidrográficas (WSI); Identificar limitações na sustentabilidade da sub-bacia e; Indicar potencialidades e vulnerabilidades na metodologia do índice WSI através de sua aplicação na sub-bacia do Rio Poxim. O índice selecionado agrupa quatro indicadores: hidrologia, meio ambiente, vida e política, categorizados em três grupos de parâmetros referentes a Pressão, Estado e Resposta. Esse estudo utiliza como base para análises e cálculos o período entre 2010 a 2020. O WSI será calculado a partir da média global entre os indicadores de sustentabilidade e as variáveis de pressão, estado e resposta. A sustentabilidade da sub-bacia hidrográfica será classificada como: WSI < 0,5 (baixo), 0,5 < WSI < 0,8 (intermediário) e WSI > 0,8 (alto). Espera-se com essa pesquisa determinar o nível de sustentabilidade da sub-bacia hidrográfica do rio Poxim. A avaliação integrada dos indicadores propostos (hidrologia, ambiente, vida e política), possibilita que seja observado de forma direcionada as demandas de cada território, podendo auxiliar os gestores públicos nas tomadas de decisão. Além disso, as contribuições desse trabalho podem ser utilizadas como apoio à na formulação de políticas públicas, direcionadas para a sub-bacia, viabilizando que sejam realizadas ações efetivas de preservação, conservação e recuperação de áreas prioritárias.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 388007 - ADAUTO DE SOUZA RIBEIRO
Externo ao Programa - 2177263 - ANTENOR DE OLIVEIRA AGUIAR NETTO
Presidente - 1834882 - ARIOVALDO ANTONIO TADEU LUCAS
Interno - 2273536 - LAURA JANE GOMES

Notícia cadastrada em: 19/04/2022 13:41
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r18160-36a7f68df5