A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: ITALO JOSE SILVA SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ITALO JOSE SILVA SANTOS
DATA: 14/04/2022
HORA: 14:30
LOCAL: Mini Auditório do CCET
TÍTULO: REUTILIZAÇÃO DOS RESÍDUOS DE GESSO DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM SUBSTITUIÇÃO À CAL PARA PINTURA: UMA ALTERNATIVA À MITIGAÇÃO DE IMPACTOS AMBIENTAIS
PALAVRAS-CHAVES: Resíduos da Construção Civil; Reutilização; Gesso; Cal.
PÁGINAS: 88
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

A construção civil é um dos segmentos mais importantes para o desenvolvimento econômico e social de um país. O problema são os impactos ambientais causados por essa atividade, dentre eles a geração de resíduos provenientes dos canteiros de obras, como o resíduo de gesso. Dentre as formas de contribuir para a redução dos impactos causados, estão as práticas de redução, reutilização e reciclagem dos resíduos da construção civil. O gesso está cada dia mais presente nas obras, sendo muito utilizado no revestimento interno de edificações e, devido a isso, gera um alto volume de resíduos, correspondendo aproximadamente a 4% e 15% do total de resíduos gerados em um canteiro de obras. Uma vez destinados de forma inadequada, esses resíduos ocupam grandes áreas, causam lixiviação das águas superficiais e subterrâneas, além de gerar poeira e exigir um custo alto para manutenção e monitoramento. No ano de 2011, o Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA – alterou o art. 3º da Resolução nº 307/2002, determinando uma nova classificação para o resíduo de gesso, para o qual anteriormente não havia tecnologia ou aplicação viável para reciclagem ou recuperação e, desde então, deve ser reutilizado ou reciclado. Diante disso, a presente pesquisa teve como objetivo propor uma alternativa para mitigar impactos ambientais a partir da reutilização dos resíduos de gesso gerados nas obras de construção civil do município de Aracaju-SE. A metodologia fundamentou-se no método hipotético-dedutivo, optando-se por uma pesquisa descritiva, exploratória e de natureza quantitativa e qualitativa. A hipótese considerada nesta pesquisa foi a de que tais resíduos podem ser reutilizados na aplicação de pinturas em substituição à cal. Os dados foram coletados por meio de fontes bibliográficas e documentais; de questionários aplicados junto a profissionais que atuam no segmento da construção civil, cooperativas de reciclagem, empresas gerenciadoras de resíduos e órgãos públicos que realizam serviços urbanos; e mediante a realização de experimentos. A análise dos dados foi dividida em três tópicos: o primeiro sobre a avaliação do interesse de possíveis usuários reutilizarem resíduos de gesso em suas atividades profissionais; o segundo analisou o potencial de reutilização dos resíduos de gesso na aplicação em pinturas substituindo a cal; e o terceiro abordou a aceitação dos possíveis consumidores após testarem os resíduos de gesso na aplicação de pinturas. A análise revelou que é viável a reutilização dos resíduos de gesso da construção na aplicação de pinturas em substituição à cal. Sendo assim, torna-se essa uma proposta para reduzir os impactos ambientais causados pela destinação inadequada dos resíduos de gesso.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2178474 - ROBERTO RODRIGUES DE SOUZA
Interno - 2222763 - MARIA JOSE NASCIMENTO SOARES
Externo ao Programa - 2632257 - JACQUELINE REGO DA SILVA RODRIGUES

Notícia cadastrada em: 13/04/2022 11:22
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - ema2.ema2 v3.5.16 -r18154-6e174eae4e