A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: BRISA MARINA DA SILVA ANDRADE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BRISA MARINA DA SILVA ANDRADE
DATA: 10/02/2022
HORA: 13:00
LOCAL: googl meet
TÍTULO: “EFICIÊNCIA TÉCNICA E ECONÔMICA DO APROVEITAMENTO FORRAGEIRO NA EXPLORAÇÃO DE MILHO VERDE EM SERGIPE”
PALAVRAS-CHAVES: Custo operacional efetivo. Indicadores econômicos. Forragicultura. Produtividade. Zea mays L.
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

A produção de milho assume grande importância no nordeste brasileiro, sendo vista comouma alternativa viável para os pequenos produtores incluírem o seu produto no mercado.Além do retorno econômico por área plantada, a produção ainda permite o aproveitamentodas plantas de milho e das espigas não comerciais para a alimentação do rebanho e auxilia naliberação da área mais cedo para o plantio de outros cultivos. Sergipe apresenta o territórioAgreste como maior pólo produtivo do estado, sendo o responsável pela movimentaçãosignificativa da economia dessa região, mesmo sendo produzida em monocultura, fator quetem provocado preocupações quanto à sua sustentabilidade. Em tese, todas as modificaçõesnas práticas agrícolas refletem diretamente nas questões ambientais, sociais e econômicas,sendo que, todos esses fatores se tornam favoráveis e com garantia de maior produtividadequando conciliados de forma sustentável. Dessa forma, o trabalho apresenta como objetivogeral avaliar a eficiência técnica e realizar a análise econômica da produção de forragem,como aproveitamento da exploração da produção de milho verde em espigas comerciais emSergipe. O estudo foi conduzido em uma área experimental implantada em 2001, localizadana fazenda experimental da Universidade Federal de Sergipe - Campus Rural, na cidade deSão Cristóvão - SE. Avaliou-se a interação entre os três sistemas de cultivo - Convencional,Mínimo e Direto (CC, CM e PD), associado ao cultivo de quatro culturas antecedentes aoMilho Verde - crotalária (Crotalaria-juncea L.), feijão guandu (Cajanus cajan(L.) Millsp.),feijão caupi (Vigna unguiculata (L.) Walp.) e milheto (Pennisetum americanum L. ecombinação entre duas adubações - Adubação nitrogenada sem inoculação do MV comAzospirillum brasilense e 50% da aplicação da adubação nitrogenada com inoculação do MV.Para isso, determinou-se a altura das plantas de MV, o índice de clorofila folia (ICF), aprodutividade da biomassa seca da forragem e composição bromatológica considerandoapenas folhas e colmos, neste estudo. As interações que mais influenciaram na eficiênciatécnica da forragem foram: Altura das plantas e ICF - CC x Feijão Guandu x Adubaçãonitrogenada; Produtividade - CM x Milheto x Inoculação. Enquanto a maior viabilidadeeconômica na produtividade da forragem de MV ocorreu entre a interação do CM x FeijãoCaupi x Adubação nitrogenada.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1316620 - ALCEU PEDROTTI
Externo ao Programa - 3159407 - ANA PAULA SCHERVINSKI VILLWOCK
Externo ao Programa - 2019408 - BRAULIO MAIA DE LANA SOUSA
Interno - 731922 - RAIMUNDO RODRIGUES GOMES FILHO

Notícia cadastrada em: 10/02/2022 11:01
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r18160-36a7f68df5