Notícias

Banca de DEFESA: CAMILO RAFAEL PEREIRA BRANDÃO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CAMILO RAFAEL PEREIRA BRANDÃO
DATA: 24/01/2020
HORA: 09:00
LOCAL: prodema
TÍTULO: Contabilização da Pegada Hídrica Azul, Verde e Cinza da Rizicultura no Perímetro Irrigado Betume.
PALAVRAS-CHAVES: Corpos Hídricos. Cultivo de arroz. Agroquímicos.
PÁGINAS: 113
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

A água é um recurso valioso e indispensável na manutenção dos ecossistemas terrestres,cerca de 53% da produção de água doce do continente sul-americano e 12% do totalmundial se encontra no Brasil. Estudos mostram que a agricultura consome 70% daágua doce do mundo com o uso de sistemas de irrigação e o lançamento de agentespoluidores nos corpos hídricos através do uso intensivo de agroquímicos tem efeitodireto na qualidade da água que, por sua vez, afeta diretamente e indiretamente a saúde,segurança e bem-estar da população. O conceito da Pegada Hídrica (PH) vem ganhandodestaque devido à importância de fazer a contabilização do uso da água, sendoimportante indicador para ações que vise contornar os efeitos da escassez no mundoatravés da quantificação dos seus componentes. Considerando que o estado de Sergipepossui uma produção agrícola significativa dentro do cenário nordestino e brasileiro éimportante conhecer a quantidade de água utilizada no desenvolvimento desta atividade,assim como sua rentabilidade e o uso dos produtos agroquímicos na região. Estetrabalho teve por objetivo contabilizar a Pegada Hídrica (PH) dos componentes verde,azul e cinza na rizicultura do perímetro irrigado Betume, localizado no município deNeópolis/SE para os anos de 2016, 2017 e 2018 através do método proposto por ArjenY. Hoekstra com o auxílio do software CROPWAT 8.0 da FAO, assim como conhecer arealidade dos rizicultores locais a respeito do manejo dos produtos agroquímicos e arentabilidade do arroz. Os resultados obtidos evidenciaram que a PHverde foiresponsável por 51% (2016), 34% (2017) e 60% (2018) de toda água utilizada nacultura. A maior PHazul entre os anos foi em 2017 (67%) e a PHcinza contabilizoucerca de (5%) para o ano de 2016 e (4%) para 2017 e 2018 respectivamente. Foramaplicados questionários junto aos rizicultores da região, as respostas obtidas noslevaram a conclusão de que não existe instruções e intervenções dos órgãos competentespara orientar estes trabalhadores no uso dos agroquímicos. Outra informação importantefoi conseguida a partir dos dados de rentabilidade da cultura, sendo possível identificarque a falta investimentos por parte do governo estadual para garantir a autonomia dosrizicultores no repasse final dos hectares de arroz colhidos afeta a geração de maioreslucros para a região.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 4178490 - INAJA FRANCISCO DE SOUSA
Interno - 2222763 - MARIA JOSE NASCIMENTO SOARES
Externo à Instituição - TATIANA MAXIMO ALMEIDA ALBUQUERQUE
Notícia cadastrada em: 13/01/2020 10:22
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r10840-e5b57c044