Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: BETIANE FIGUEREDO VIEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BETIANE FIGUEREDO VIEIRA
DATA: 28/01/2020
HORA: 09:00
LOCAL: PRODEMA
TÍTULO: DIAGNÓSTICO AMBIENTAL DA SERRA DA CABORONGA EM IPIRÁ (BA): SUBSÍDIO AO PLANEJAMENTO E A GESTÃO AMBIENTAL
PALAVRAS-CHAVES: Conservação Ambiental. Geotecnologias. Gestão Ambiental.
PÁGINAS: 66
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

Atualmente, o modo como a sociedade interfere na natureza vem sendo bastante questionada, uma vez que, para satisfazer suas inúmeras vontades e necessidades, o ser humano superexplora e impacta o meio ambiente em diversos graus. O resultado catastrófico dessa atuação predatória já pode ser percebido: espécies animais e vegetais sendo extintas, degradação ambiental, poluição excessiva, desflorestamento, aquecimento global, mudanças climáticas, entre outros. A Serra da Caboronga, localizada no município de Ipirá, no estado da Bahia, é alvo de intensa pressão antrópica por diversos atores sociais. Os conflitos das atividades humanas sobre esse ambiente, traduzidos pelo desmatamento e o manejo inadequado dos recursos naturais, tem levado à degradação ambiental. Diante disso, este estudo tem como objetivo realizar um diagnóstico ambiental da Serra da Caboronga, na perspectiva de subsidiar o planejamento e a gestão ambiental dessa área. Para isso, será realizado o mapeamento e a análise do meio físico (Pedologia, Climatologia, Geomorfologia, Hidrografia, Geologia e Vegetação) por meio do uso de geotecnologias como o Sensoriamento Remoto e os Sistemas de Informações Geográficas: serão gerados mapas pedológicos, geológicos e hidrográficos a partir de dados do SIG-BAHIA; e mapas de hipsometria e declividade, com base no Modelo Digital de Terreno-MDT, disponibilizado no banco de dados TOPODATA-INPE; será aplicado o Índice de Vegetação por Diferença Normalizada (NDVI), a partir da utilização de imagens de satélites, sensores Landsat-5 e 8; e elaboração de gráficos e tabelas com dados climatológicos: temperatura e precipitação. Serão confeccionados mapas de uso e cobertura da terra através do tratamento, interpretação e análise de imagens de satélites. Também serão calculados os parâmetros fitossociológicos da comunidade vegetal a partir do método de parcelas: Densidade absoluta, Dominância, Frequência e o Valor de Importância. E para, além disso, serão realizados trabalhos de campo para validação de dados secundários, coleta de dados primários a partir da aplicação de entrevistas com a comunidade local com vistas ao levantamento de dados socioeconômicos (renda, educação, ocupação, atividades desenvolvidas e tempo que reside na área, tamanho da propriedade, produção agrícola e pecuária, entre outros). O projeto será submetido à avaliação do Comitê de Ética e Pesquisa com Seres Humanos. Espera-se obter um diagnóstico amplo e integrado das condições ambientais da Serra da Caboronga, visando servir como fonte de informações para formulação de políticas públicas, voltadas para conservação dos recursos naturais, uma vez que há somente um estudo realizado (JESUS; SANTOS, 2018) até o momento e que contempla apenas a caracterização geomorfológica da área. Por fim, espera-se fornecer elementos científicos para ampliar a discussão a respeito da criação de uma unidade de conservação nesse espaço, de modo a proteger o ecossistema local e/ou assegurar o uso sustentável dos seus recursos naturais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1807439 - JAILTON DE JESUS COSTA
Interno - 2273536 - LAURA JANE GOMES
Externo ao Programa - 1533419 - ANDRE QUINTAO DE ALMEIDA
Notícia cadastrada em: 10/01/2020 16:26
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r10840-e5b57c044