Notícias

Banca de DEFESA: ANA VANUZIA ALVES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANA VANUZIA ALVES
DATA: 20/12/2019
HORA: 14:00
LOCAL: prodema
TÍTULO: DOENÇAS DE VEICULAÇÃO HÍDRICA RELACIONADAS AO SANEAMENTO BÁSICO NO BAIRRO JARDIM ROSA ELZE, NO MUNICÍPIO DE SÃO CRISTÓVÃO - SE.
PALAVRAS-CHAVES: Saúde pública. Recursos hídricos. Tratamento de Esgoto.
PÁGINAS: 69
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

A ausência de saneamento ambiental adequado é uma das principais causas de poluição econtaminação das águas para o abastecimento humano e contribui para o aumento nos casos dedoenças de veiculação hídrica. Deficiências de infraestrutura e de serviços básicos são algunsdos problemas verificados no bairro Jardim Rosa Elze, localizado no município de SãoCristóvão - SE, que concentra elevada densidade populacional. Por isso, o objetivo geral dessetrabalho foi avaliar a ocorrência de doenças associado à situação de acesso à infraestrutura deserviços de saneamento básico na população moradora do bairro Rosa Elze, no município deSão Cristóvão/SE. Trata-se de um estudo transversal que foi realizado no período de 2014 ajulho de 2019. Foi realizado entrevistas através de questionário semi-estruturado; registrofotográfico, com ênfase no estudo analítico observacional; e coleta de dados secundários atravésdos prontuários dos pacientes e sistemas de informação pública. A caracterização da amostra foirealizada utilizando análise descritiva e intervalo de confiança a 95%. Para associação dasvariáveis foi realizado regressão de Poisson com nível de significância (p ≤ 0,05). A amostra foicomposta por 458 indivíduos. Houve uma maior proporção de percepção dos moradores quantoas inundações/enchentes e ocupação de áreas em preservação/permanente. Os participantesrelataram mudanças na água de distribuição pública, principalmente na cor e em seguida nocheiro. Além disso, a rua apresenta-se como o principal destino de esgotos. Ao associar aocorrência de doenças de veiculação hídrica com os fatores independentes, notou-se que quemnão relatou mudança na qualidade da água apresentaram 46% menos probabilidade deapresentar doenças relacionadas à água. Aqueles que não possuíam fossa na residênciaapresentaram maior probabilidade de ter doenças relacionadas à água. Com base na análise dosdados foi possível concluir que as doenças de veiculação hídrica podem ser evitadas comcondições de saneamento básico adequadas. Com isso, o desenvolvimento de novos estudos quevisam a importância do saneamento básico à saúde pública torna-se necessário. Espera-se que osdados coletados sirvam de subsídio para que se possa realizar a efetivação de medidaspreventivas eficazes que contribuem para a redução dos índices das doenças, e para melhoriadas condições de saúde da população.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1834882 - ARIOVALDO ANTONIO TADEU LUCAS
Externo ao Programa - 1241436 - JOSEILZE SANTOS DE ANDRADE
Interno - 1739891 - MILTON MARQUES FERNANDES
Notícia cadastrada em: 03/12/2019 14:53
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata4.fragata4 v3.5.16 -r12712-85cc87cea5