Notícias

Banca de DEFESA: JOÃO MÁRIO SANTOS DO ROSÁRIO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOÃO MÁRIO SANTOS DO ROSÁRIO
DATA: 28/02/2018
HORA: 17:00
LOCAL: PRODEMA
TÍTULO: ANÁLISE CLIMÁTICA PARA A APTIDÃO DA SILVICULTURA DO GÊNERO EUCALIPTO NA CIDADE DE ITAPORANGA D’AJUDA-SE
PALAVRAS-CHAVES: Eucalyptus, Clima, Aptidão
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

O eucalipto é uma espécie originária da Austrália nos quais os plantios iniciais em grau comercial aconteceram no Chile (1823) e na Índia (1856), e segundo Abraf (2005), em áreas brasileiras ocorreu por volta de 1904. Subsistem por volta de 700 espécies de eucalipto, entretanto, para acatar a estrutura industrial os cultivos comerciais estão limitados a uma dezena de espécies (ABRAF, 2005). O estado de Sergipe, apesar de dispor de pequena extensão territorial, exibe uma considerável diversidade de cenários naturais, sendo assim a importância de estudos a cerca das espécies exóticas introduzidas no estado, visando às formas de cultivos e manejo das mesmas. Para o desenvolvimento sustentável das atividades florestais, em especial no município de Itaporanga D’ajuda/SE, se faz necessário um planejamento dos usos múltiplos da terra, que poderá garantir estrutura à introdução eficiente e operativa dos empreendimentos, se estabelecendo assim um mecanismo fundamental para o planejamento regional do cultivo do eucalipto. Sendo assim, a presente pesquisa tem como objetivo geral analisar a aptidão climática das áreas com cultivo de eucalipto no estado de Sergipe, bem como verificar as formas de manejo da mesma. Diante do exposto, surgem os seguintes questionamentos: a) Quais espécies estão sendo cultivadas em Sergipe? b) Quais as condições climáticas ideais para a silvicultura do eucalipto?c)Sergipe possui os condicionantes climáticos necessários para o cultivo do eucalipto? d) O município de Itaporanga D’ajuda possui as características climáticas necessárias para o cultivo? Para atender aos objetivos optou-se pela pesquisa de natureza quanti-qualitativa com abordagem descritiva e exploratória. A investigação foi realizada por meio de entrevistas e questionários semiestruturadas com os produtores de Eucalipto sp. residentes no município de Itaporanga D’ajuda. Para o desenvolvimento metodológico foram necessárias etapas sucessivas e distintas. A primeira etapa compreendeuem fazer o levantamento de informações das principais espécies do gênero Eucalyptus cultivadas no município de Itaporanga D’ajuda. Em seguida, foram delimitas faixas representativas das exigências climáticas para cada espécie desse gênero, e assim,foi confeccionado uma tabela de classes de aptidão climática de acordo com a metodologia de Zolnier(1994). Para avaliar as condições climáticas necessárias para o cultivo do eucalipto foiutilizado mapas de precipitação e temperatura das áreas de estudo. Para a confecção do mapa de aptidão serão utilizados dados vetoriais e rasterprocessados em um programa de Sistemas de Informações Geográficas (SIG), ArcGIS® 10.3.1. Na terceira etapa será feita a reclassificação espacial das características climáticas da área de estudo com base nas exigências climáticas das espécies. Para a confecção do mapa de zoneamento climático serão utilizados os dados dos mapas de temperatura e pluviosidade além de arquivos vetoriais e raster disponibilizados pelo SEMARH-SE. Diante dos questionamentos abordados obteve-se com esta pesquisa uma base de dados que fornecerá informações uteis tanto para os produtores como pesquisadores do eucalipto em Sergipe e como produto final uma classificação das espécies cultivas e mapas de aptidão climática, apontando possibilidades de ações para a sua melhor conservação e sustentabilidade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 018.338.485-78 - HELOÍSA THAÍS RODRIGUES DE SOUZA
Externo ao Programa - 2358726 - ISABEL CRISTINA BARRETO ANDRADE
Interno - 2222763 - MARIA JOSE NASCIMENTO SOARES
Notícia cadastrada em: 16/02/2018 23:41
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r10668-754907a47