Notícias

Banca de DEFESA: GLADYS MENEZES DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GLADYS MENEZES DE OLIVEIRA
DATA: 27/02/2018
HORA: 07:00
LOCAL: PRODEMA
TÍTULO: REFLEXOS DO SANEAMENTO E GERENCIAMENTO AMBIENTAL
PALAVRAS-CHAVES: Saneamento Básico. Legislação Ambiental. Educação Ambiental. Política de gerenciamento.
PÁGINAS: 72
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

O abastecimento de água, a drenagem urbana, o esgotamento sanitário e o manejo dos resíduos sólidos exemplificam as externalidades positivas (o valor social é maior que o valor privado) inseridas no contexto do gerenciamento ambiental. Saneamento básico de um município mede o índice de desenvolvimento humano do local. O que deixa claro que não só a economia, mas todos os aspectos sócios ambientais devem ser levados em consideração para que se tenha um serviço de saneamento adequado a sociedade. Mister se faz um planejamento urbano com base no plano diretor da cidade que direciona a problemática de um crescimento urbano desordenado e sem respeito às leis ambientais em vigor. Os municípios, principalmente os de menores porte padecem com a escassez de tratamento adequado ao esgotamento sanitário, lançam seus esgotos domésticos em córregos a céu aberto desembocando nos rios e praias locais, como uma solução nada adequada de saneamento básico unindo-se a este quadro a ausência de planejamento das obras, a falta de manutenção e fiscalização das agências reguladoras. Desse modo, o referido estudo teve como objetivo analisar as condições do saneamento básico em município do litoral sergipano na perspectiva de propor um plano de gerenciamento de resíduos. Para tanto utilizou-se como instrumento de pesquisa a coleta de informações mediante a realização de entrevista semiestrutura e visitas in loco. A escolha de Pirambu-Se justifica-se por este município ter o potencial turístico de referência além de abrigar reservas ambientais de fundamental importância para manutenção do meio ecologicamente equilibrado. Ancorando-se no instrumento de educação ambiental formal e informal por trilha inclusive, por ser um local de zona costeira, para que se agreguem valores a saúde pública e que se consiga a participação da comunidade, informando das mazelas decorrentes da ausência do saneamento básico que compromete efetivamente a saúde da população, buscando na própria comunidade soluções práticas e de fiscalização dos serviços prestados. Neste sentido, o acúmulo de resíduos por todo território municipal agride demasiadamente o meio ambiente refletindo a falta de aplicabilidade dos instrumentos de gerenciamento do saneamento básico do município ora estudado, com base na legislação vigente e operacionalização do saneamento básico, evidencia que se fazem necessários investimentos dos poderes públicos e da comunidade local.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2222763 - MARIA JOSE NASCIMENTO SOARES
Interno - 704.191.914-53 - SÉRGIO LUIZ LOPES
Interno - 597.824.555-04 - DANIELA VENCESLAU BITENCOURT
Interno - 383.045.972-68 - PEDRO ALVES DA SILVA FILHO
Notícia cadastrada em: 06/02/2018 15:22
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r12712-85cc87cea5