Notícias

Banca de DEFESA: GILMAR SILVESTRE DA CRUZ SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GILMAR SILVESTRE DA CRUZ SILVA
DATA: 29/03/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Prodema
TÍTULO: “ANÁLISE DA SUSTENTABILIDADE ENERGÉTICA: um estudo do potencial de conservação de energia elétrica dos sistemas de iluminação e condicionamento de ar do IFS – Campus Lagarto”
PALAVRAS-CHAVES: Sustentabilidade. Edificações públicas. Potencial de conservação da energia. Gases de efeito estufa. GHG Protocol.
PÁGINAS: 106
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

A presente pesquisa estimou o Potencial de Conservação de Energia (PCE) dos sistemas de iluminação e condicionamento de ar do Instituto Federal de Sergipe (IFS) – Campus Lagarto. Ambos os sistemas foram classificados de acordo com o Regulamento Técnico da Qualidade para o Nível de Eficiência Energética de Edifícios Comerciais, de Serviços e Públicos, Portaria Inmetro n.º 372, de 17 de setembro de 2010. A análise foi feita utilizando-se o método comparativo para verificar a potência instalada e o quanto poderia ser economizado se fossem utilizadas unidades condicionadoras de ar e lâmpadas eficientes no lugar das atuais ineficazes. No que diz respeito ao sistema de iluminação, constatou-se que a instituição possui 66,576 kW de carga instalada. Analisou-se a eficiência desse sistema pelo método das atividades do edifício constantes no RTQ-C e comprovou-se a hipótese inicial de que o sistema está ineficiente. Verificou-se uma grande quantidade de lâmpadas queimadas e que muitos ambientes não possuíam interruptores para comandar o circuito de iluminação no local onde são realizadas as atividades, além do não aproveitamento da iluminação natural e da não automatização dos locais com áreas maiores que 240 m2. Isto fez, após a verificação dos requisitos, a edificação receber a classificação D. Foi simulada a substituição das lâmpadas fluorescentes por LED e encontrou-se um significativo potencial de conservação de energia de 39,90% e que se constatou suficiente para iluminar completamente todo o prédio gastando apenas 1,01% mais energia do que atualmente é despendido com as lâmpadas operantes. Quanto ao sistema de condicionamento de ar a edificação possui um total de 2,5665 milhões de BTU/h (752,166 kW ou 213,875 TR), implicando em 271,048 kW de potência instalada conectada à rede elétrica. Foram avaliados todos os ambientes climatizados no IFS - Campus Lagarto e encontradas 91 unidades, distribuídas em três tipos: janela, split piso-teto e split Hi-wall. Desse total, 73 equipamentos são de nível de classificação D, sendo esta também a conjuntura geral do sistema. Ao se calcular o potencial de conservação de energia, chegou-se ao número de 29,30%, sendo que, em alguns equipamentos, a simples substituição pode gerar economia de 53,06%. Já em relação às emissões oriundas da aquisição de energia elétrica no período de 2010 a 2015, o IFS – Campus Lagarto registrou o consumo de 1,38 MWh de energia elétrica no período considerado, incorrendo em 142,181 tCO2 de emissões. Foram identificadas 106 árvores plantadas na instituição, sendo o quantitativo mínimo recomendável para a neutralização destas de 1.655 árvores. Caso o IFS – Campus Lagarto desejasse utilizar o mercado de créditos de carbono para tal, despenderia a quantia de R$ 2.872,44. Recomenda-se, portanto, que a instituição realize um inventário completo das suas emissões de GEEs e plante um bosque ou uma reserva florestal fora do Campus a fim de neutralizar as suas emissões e utilizá-lo em pesquisas e/ou estudos científicos. Também é sugerido ao estabelecimento de ensino que crie um Projeto de Educação Ambiental local e permanente visando à redução do desperdício no consumo de energia elétrica e adoção de práticas ambientalmente sustentáveis.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1834882 - ARIOVALDO ANTONIO TADEU LUCAS
Presidente - 2579022 - GREGORIO GUIRADA FACCIOLI
Interno - 4178490 - INAJA FRANCISCO DE SOUSA
Externo à Instituição - JOSE OSMAN DOS SANTOS
Notícia cadastrada em: 22/03/2017 09:33
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r10840-e5b57c044