Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: CRISLAINE SANTOS DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CRISLAINE SANTOS DA SILVA
DATA: 02/02/2017
HORA: 08:30
LOCAL: Prodema - sala a definir
TÍTULO: Mudanças e Impactos no Uso da Terra pelo Cultivo do Milho nos Municípios de Simão Dias eE Carira – Se.
PALAVRAS-CHAVES: Avaliação dos Impactos ambientais. Milho; Sensoriamento Remoto; Geoprocessamento; Índices de Vegetação, Sergipe
PÁGINAS: 48
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

Os municípios de Simão Dias e Carira-SE, constituem-se atualmente como os maiores produtores de milho do Estado, no entanto, a expansão do cultivo se deve a supressão da vegetação nativa e do uso intensivo da terra para a implantação da monocultura, que tem acarretado em uma série de mudanças na dinâmica ambiental, social e econômica, além dos impactos causados pela tecnificação da produção nessas áreas em decorrência da substituição da Caatinga, de áreas de pastagem e/ou plantios de subsistência para a dar espaço a monocultura do milho como forma de ascensão econômica para os produtores. A partir da perspectiva de compreender as relações existentes entre as condições do uso do solo associado ao clima e a vegetação, atrelados à questão da produção no decorrer do tempo, tem-se como questão de estudo quais as principais mudanças e impactos no uso da terra pelo cultivo do milho nos municípios de Simão Dias e Carira-SE? Com isto, torna-se necessário a utilização de meios que possibilitem a visualização de trais transformações através do tempo e no espaço. Dessa forma, o uso de Sensoriamento Remoto e Geoprocessamento contribui para obtenção de informações espaço-temporais, referentes as transformações no uso da terra e na vegetação. Para tanto, tem-se como objetivo identificar as características e as respectivas mudanças no uso da terra a partir da utilização de imagens de satélite de forma cronológica. A pesquisa será desenvolvida mediante levantamento bibliográfico, e documental através de livros, periódicos, revistas especializadas, legislações e publicações na internet. Além da obtenção de imagens dos satélites Landsat 5 TM, Landsat 7 ETM+ e Landsat 8 OLIS e TIRS, através de download gratuito no Catálogo de Imagens do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), e imagens orbitais advindas do Programa Landsat (L5, L7 e L8), a partir do órgão norte-americano denominado United States Geological Survey (USGS); foram baixadas as cenas da Órbita 215 e Pontos 067 e 068, referentes aos anos de 2000, 2008 e posteriormente do ano de 2017, levando-se em consideração as imagens com menor presença de nuvens para uma melhor visualização da área a ser estudada e também contribuir na não intervenção das mesmas como fator alterante nos resultados dos Índices de Vegetação NDVI (Índice de Vegetação por Diferença Normalizada) e SAVI (Índice de Vegetação Ajustado ao Solo) que serão gerados a partir da utilização de Softwares em ambiente SIG e uso de ferramentas de geoprocessamento, em que serão comparados e verificados o aumento ou recuo da expansão do cultivo do milho ao longo do tempo, a partir de uma análise multitemporal das imagens. Em trabalhos de campo, será aplicado questionário semiestruturado, visando identificar as principais mudanças e impactos decorrentes da implantação da monocultura do milho nos referidos municípios, tendo como parâmetros as questões ambientais, sociais e econômicas, a partir da análise dos dados obtidos com o questionário será traçado o perfil dos municípios de Simão Dias e Carira ressaltando as principais mudanças e impactos ambientais e socioeconômicos advindos da monocultura do milho. Serão realizados também coleta de amostra de solo para análise em laboratório para definição da qualidade do solo, servindo como indicador do segmento dos impactos ambientais, que irão auxiliar no desenvolvimento deste estudo e geração de mapas, de Aptidão Agroambiental, Mapa de Uso e Ocupação da Terra e Mapa de Conflitos Ambientais, o qual será gerado considerando a interseção das informações dos dois primeiros mapas, permitindo a identificação dos conflitos existentes entre o uso da terra e a aptidão natural dos solos a partir do método de superposição de mapas, além de cruzar as análises com as respostas dadas pelos agricultores durante a realização do questionário, para que sejam identificadas as mudanças no uso da terra, e tabular as informações colhidas para serem representadas em tabelas para salientar e fundamentar o que se propõe. Dessa forma, com a realização da pesquisa espera-se contribuir, em políticas públicas que possam orientar atividades da produção de milho de forma a garantir o uso racional e sustentável dos recursos naturais e apoio a projetos de planejamento, orientados para a proteção do meio ambiente.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1316620 - ALCEU PEDROTTI
Interno - 2141161 - DANIELA PINHEIRO BITENCURTI RUIZ ESPARZA
Externo ao Programa - 3223281 - PAULO JOSE DE OLIVEIRA
Externo à Instituição - MARCIA HELENA GALINA DOMPIERI
Notícia cadastrada em: 16/01/2017 18:23
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata4.fragata4 v3.5.16 -r13123-abfc75de94