Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JOSÉ MURILHO FARIAS BOMFIM

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSÉ MURILHO FARIAS BOMFIM
DATA: 03/02/2016
HORA: 14:30
LOCAL: PRODEMA
TÍTULO: PEGADA HÍDRICA E INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE DA CULTURA DA LARANJA NA REGIÃO CITRÍCOLA DE SERGIPE
PALAVRAS-CHAVES: Pegada Hídrica – Indicadores de sustentabilidade – Laranja
PÁGINAS: 40
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

A água doce é um recurso finito essencial para a nossa vida além desta ser um dos principais fatores para a produção na agricultura e para o desenvolvimento sustentável na atividade agrícola. Recentemente, o conceito da pegada hídrica foi introduzida com indicador de consumo de água para a humanidade. A pegada hídrica é definida como o volume total de água utilizado durante a produção de bens e serviços, bem como o consumo direto de água pelos seres humanos. Um conjunto de indicadores de sustentabilidade fornece informações sobre a realidade do sistema. Os citros são considerados um dos grupos frutíferos mais importantes para a região citrícola do estado pelo papel social e econômico que desempenham, gerando empregos e renda. Um sistema tradicional de produção agrícola que está sob a dependência da oferta ambiental hídrica, e que não possuem programas de proteção específicos voltados para a questão da degradação dos recursos hídricos, destruição de coberturas vegetal em razão das queimadas e desmatamento e descarga de poluentes nos mananciais a partir do uso abusivos de fertilizantes sintéticos e agrotóxicos. O objetivo deste estudo é analisar a pegada hídrica e os indicadores de sustentabilidade na perspectiva econômica, social, e ambiental do cultivo da laranja em Boquim no período de 2010 a 2014.Para tanto utilizamos a contabilização da pegada hídrica verde, azul, e cinza e o conjunto de indicadores a partir da matriz PEI/ER (Pressão-Estado-Impacto/Efeito-Resposta) . O conhecimento dos resultados da pegada hídrica e dos indicadores de sustentabilidade terá um grau maior de detalhes espacial e temporal dos impactos ambientais, sociais e econômicos da região pesquisada no sentido de formular políticas e estabelecer metas de redução quantitativa da pegada hídrica e alcançar padrões de eficiência sócio, econômica e ambiental de sustentabilidade necessário para o cultivo da laranja sequeiro em Boquim.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 4178490 - INAJA FRANCISCO DE SOUSA
Interno - 2579022 - GREGORIO GUIRADA FACCIOLI
Interno - 2273536 - LAURA JANE GOMES
Externo ao Programa - 140555 - MARCOS CABRAL DE VASCONCELLOS BARRETTO
Notícia cadastrada em: 20/01/2016 11:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r10673-9ba8510ba