Notícias

Banca de DEFESA: THAIZA MONTEIRO PAZ DE ARAUJO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THAIZA MONTEIRO PAZ DE ARAUJO
DATA: 06/03/2015
HORA: 09:00
LOCAL: PRODEMA
TÍTULO: RELAÇÃO ENTRE O REGIME PLUVIAL, O POTENCIAL DE CAPTAÇÃO E AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA DA CHUVA EM CISTERNAS DE POÇO REDONDO, SERGIPE.
PALAVRAS-CHAVES: SEMIÁRIDO SERGIPANO; TECNOLOGIAS SOCIAIS HÍDRICAS; QUALIDADE DA ÁGUA
PÁGINAS: 110
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

O município de Poço Redondo está situado no semiárido sergipano, às margens do rio São Francisco e igual a outras realidades não possui abastecimento de água em todos os povoados. Apresenta um clima característico de sertão, baixas taxas pluviométricas e chuvas concentradas em aproximadamente 4 meses com variações no tempo e espaço. Devido a isso o município tem sido assistido por programas do governo através da implantação de sistemas de captação da água de chuva e cisternas para armazenamento. No entanto, além da disponibilidade de água é importante considerar a qualidade que ela é mantida durante o tempo de armazenamento, ou seja, é necessário que esse bem natural se caracterize por um padrão mínimo de qualidade uma vez que a água possui grande capacidade de dissolução e é excelente veículo transportador de diversas formas de substâncias ou microrganismos patógenos que causam enfermidades. Diante deste panorama, o trabalho objetiva relacionar o regime pluvial com o potencial de captação da água de chuva e avaliar a qualidade da água armazenada em cisternas no município de Poço Redondo. Trata-se de uma pesquisa descritiva e exploratória com abordagens quantitativa e qualitativa. Utilizou-se estatística descritiva para o tratamento dos dados de chuva, metodologia Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater para análise microbiológica, determinou-se as características físico-químicas referentes ao pH, condutividade elétrica, sólidos dissolvidos totais, DBO e cor da água e foram realizadas entrevistas e aplicados questionários de campo junto às famílias e líderes comunitários. Com o desenvolvimento das metodologias obteve-se a precipitação média anual em Poço Redondo, a determinação da estação chuvosa, as frequências de anomalias com variações da normal climatológica e valores de déficit hídrico através do balanço hídrico climatológico. Estimou-se os volumes potencias de captação de chuva para áreas de 40, 70, 100 e 200m2 e os respectivos déficits. Mesmo com contaminação por coliformes totais em 100% e de Escherichia coli em até 81,8% das amostras, não se pode comparar os benefícios de hoje possuir água em casa e a melhoria da qualidade da água quando comparada à de barragem que se consumia antes da chegada as cisternas. As famílias estão satisfeitas por terem as cisternas em suas casas mas a preocupação com o abastecimento nos meses de estiagem e o monitoramento da qualidade da água ainda devem ser melhor trabalhados junto aos órgãos de gestão hídrica competentes e órgãos de saúde.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1834882 - ARIOVALDO ANTONIO TADEU LUCAS
Externo ao Programa - 1295924 - CARLOS ALEXANDRE BORGES GARCIA
Presidente - 4178490 - INAJA FRANCISCO DE SOUSA
Externo à Instituição - MARIA JOSE DOS SANTOS
Externo à Instituição - PEDRO VIEIRA DE AZEVEDO
Notícia cadastrada em: 06/02/2015 15:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r10668-754907a47