Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: SARA JULIANA SANTANA SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SARA JULIANA SANTANA SANTOS
DATA: 31/01/2014
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 2 PRODEMA
TÍTULO: IMPACTOS SOCIOAMBIENTAIS DO LANÇAMENTO DO EFLUENTE DA VINHAÇA NA SUB-BACIA DO RIO POMONGA-SE.
PALAVRAS-CHAVES: Sub-bacia do rio Pomonga, Vinhaça, Impactos Socioambientais, Relação Sociedade-natureza
PÁGINAS: 52
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

A pesquisa apresenta como problemática a ocorrência de impactos socioambientais ocasionados pelo lançamento do efluente de vinhaça na sub-bacia do rio Pomonga, que se constitui como um dos afluentes do rio Sergipe, e que se interliga a bacia do Japaratuba através do Canal do Pomonga. O estudo pretende evidenciar o lançamento inadequado da vinhaça nos afluentes que circundam as agroindústrias e os danos que o rejeito causa ao longo da linha de drenagem, até a sub-bacia do rio Pomonga, área de análise dos impactos socioambientais ocorrentes. A vinhaça é um efluente produzido pela agroindústria canavieira sendo altamente poluente. Apresenta alto teor de matéria orgânica, baixo pH, alto poder corrosivo e elevada temperatura, ao sair dos destiladores. Com concentrações elevadas de potássio, nitrogênio, sódio, magnésio e outros sais. A vinhaça apresenta difícil dissolução e ao ser lançada em corpos hídricos pode ocasionar o aumento dos níveis de DBO (Demanda biológica de oxigênio dissolvido) e DQO (Demanda química de oxigênio). Os corpos hídricos estão diretamente ligados ao uso e ocupação do solo, e ao longo do estabelecimento das comunidades no espaço geográfico foram bastante impactados. A pesquisa direcionou-se também em demonstrar como ocorre a relação sociedade natureza nesse espaço geográfico, com a caracterização dos meios físicos e biótico. As comunidades tradicionais que se encontram na área de influência da sub-bacia, constituídas por pescadores e marisqueiras, fazem uso sem provocar impactos de grande amplitude e de baixo potencial poluidor no afluente. No entanto, atividades agroindustriais ocasionam impactos de magnitude mais grave, pois lançam parte dos efluentes gerados diretamente nos cursos fluviais que se interligam a sub-bacia do rio Pomonga.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1834882 - ARIOVALDO ANTONIO TADEU LUCAS
Interno - 2177263 - ANTENOR DE OLIVEIRA AGUIAR NETTO
Externo ao Programa - 1051888 - MARIA ISIDORIA SILVA GONZAGA
Notícia cadastrada em: 16/01/2014 12:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r10803-399c5c35c