A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: EMANUELE MARIA LEITE SUZART

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: EMANUELE MARIA LEITE SUZART
DATA: 30/01/2014
HORA: 14:00
LOCAL: Prodema UFS
TÍTULO: AS CATADORAS DE MANGABA DO POVOADO DO PONTAL, INDIAROBA, SE: ENTRE O AGRONEGÓCIO E A REPRODUÇÃO DA VIDA
PALAVRAS-CHAVES: catadoras de mangaba; comunidades tradicionais; reprodução da vida
PÁGINAS: 34
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

As catadoras de mangaba são comunidades tradicionais responsáveis pela extração e preservação de áreas remanescentes da mangaba no Estado de Sergipe, e que dependem diretamente deste recurso natural. As catadoras se destacam por ter uma relação equilibrada, em muitas localidades do estado, com a natureza, quando comparada a outros grupos sociais definidos como modernos, e construir saberes e fazeres que as permitiram viver do ambiente diretamente, através de formas de manejo tradicionais. Porém, a racionalidade e os modos de vida destas comunidades tradicionais vem sendo alteradas pela lógica racional do capital que se baseia no lucro, na exploração do homem e na extração predatória dos recursos naturais. No estado de Sergipe, as áreas de remanescentes de mangaba tem perdido espaço para construção de condomínios de luxo, o turismo, e a carcinicultura, o que consequentemente tem gerado conflitos com as catadoras de mangaba devido à perda de seus territórios. Nesse contexto insere-se o município de Indiaroba/SE local em que a atividade da carcinicultura tem se expandido, e por está atrelada a uma lógica nacional do agro/hidronegócio, compromete em nível local a dinâmica de reprodução da vida das catadoras de mangaba. A partir desta questão, faz-se necessário investigar possíveis interferências da carcinicultura na reprodução da vida das comunidades tradicionais, especificamente as catadoras de mangaba, e as principais estratégias utilizadas pelas as mesmas para reproduzir-se face à expansão do agro/hidronegócio


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1323516 - CRISTIANO WELLINGTON NOBERTO RAMALHO
Interno - 1787443 - EMILIO DE BRITTO NEGREIROS
Externo ao Programa - 2442859 - ANA ROSA DA ROCHA ARAUJO

Notícia cadastrada em: 16/01/2014 12:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r18160-36a7f68df5