Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LUCIANA GODINHO NERY GOMES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCIANA GODINHO NERY GOMES
DATA: 19/09/2013
HORA: 15:00
LOCAL: PRODEMA
TÍTULO: Persistência e crescimento de Escherichia coli nas margens de rios do sul da Bahia, nordeste do Brasil
PALAVRAS-CHAVES: Escherichia coli, crescimento de população, solo da margem, coluna d’água, esgoto doméstico.
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

Patogênicos fecais matam mais de 2 milhões de pessoas por ano nos países em desenvolvimento, sendo responsável por 17% das mortes de crianças com até 5 anos de idade.A Escherichia coli é utilizada internacionalmente como o mais eficiente indicador de contaminação fecal no meio ambiente, recomendada pelo Standard Methods for theExaminationofWaterandWastewater, pela legislação e Normas Técnicas Brasileiras. Por não sobreviver no ambiente, seu habitat natural é o intestino grosso, está presente em grande abundância nas fezes. Contudo, estudos recentes sugerem que esta bactéria pode ter se tornado um organismo natural do solo, crescendo livremente no ambiente, perdendo sua eficácia como indicador fecal. Os estudos, realizados na última década, concentram-se nos Estados Unidos da América em áreas temperadas e subtropicais. Nesta pesquisa, objetiva-se avaliar a eficiênciada bactéria Escherichia colicomo indicador fecal em rios e estuários do Sul da Bahia. Para tanto será analisada a ocorrência da E. coli em solos com e sem entrada direta de esgoto doméstico nas margens e coluna d’água d e diferentes trechos do Rio Cachoeira, como tambéma persistência e crescimento de E. coli no solo da margem do rio; as principais fontes de entrada de E. coli na coluna d’água; e a relação de parâmetros físicos, químicos e biológicos com o crescimento e decaimento da população de E. coli na área de estudo. Serão coletadas amostras do solo e da água em grade amostral que abrange quatro estações, cada uma comquatro pontos de coleta de solo da margem (a 2, 10, 30 e 50 cm da água do rio) e dois de água (a 5ea 150 cm da margem). Serão feitosduas análises do crescimento de E. coli: in situ e in vitro.As coletas de dados in situe in vitroserão realizadas de setembro de 2013 ajaneiro de 2014.Duas a quatro amostras serão feitas por mês em função da variação pluviométrica na área de estudo. Uma estação pluviométrica instalada em cada estação de coleta. As amostras das análises in situ e in vitro serão analisadas em triplicata e haverá uma amostra controle para as análises de crescimento in vitro, que passarão por dois tratamentos: variação de umidade e de temperatura.Os parâmetros físicos e químicos: granulometria, matéria orgânica dissolvida e detrítica, umidade do solo, temperatura, pH, salinidade, oxigênio dissolvido, Demanda Bioquímica de Oxigênio e histórico de pluviometria na área de estudo.Os resultadosda avaliação deste indicador fecal no Brasil contribuirãonacomplementação dos dados sobre crescimento de E. coli no ambiente, introduzindo estudos no nordeste do Brasil. Poderá também contribuir com a construção de novos parâmetros de qualidade das águas, atualização de Normas Técnicas, e consequentemente da Legislação Brasileira e políticas públicas sobre uso da água e saúde pública. Indicadores de contaminação fecal sãouma das mais importantes ferramentas para a segurança alimentar e para a saúde pública da população.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - JOAO SAMPAIO D AVILA
Externo ao Programa - 1542165 - JOSE JAILTON MARQUES
Presidente - 221.308.371-15 - NEYLOR ALVES CALASANS REGO
Notícia cadastrada em: 04/09/2013 11:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r10673-9ba8510ba