Notícias

Banca de DEFESA: MARINOÉ GONZAGA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARINOÉ GONZAGA DA SILVA
DATA: 13/09/2013
HORA: 09:00
LOCAL: PRODEMA
TÍTULO: MODELAGEM AMBIENTAL NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO POXIM-AÇU/SE E SUAS RELAÇÕES ANTRÓPICAS
PALAVRAS-CHAVES: Qualidade da água, modelagem hidrológica, SWAT.
PÁGINAS: 225
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

O crescimento populacional e desenvolvimento econômico têm levado à exploração não sustentável dos recursos naturais. A ocupação dos espaços ocorre quase sempre em áreas situadas próximas aos mananciais, muitas vezes sem planejamento, gerando situações de escassez dos recursos hídricos, tanto em qualidade, como em quantidade. Os modelos hidrológicos são amplamente utilizados para o estudo e previsão dos processos hidrossedimentólogico que ocorrem em uma bacia hidrográfica, colaborando para a compreensão dos impactos das alterações ocasionadas, pelo uso e manejo do solo, na qualidade e quantidade de água, como também prever possíveis alterações que poderão ocorrer nos ecossistemas. Este trabalho teve como objeto geral estudar a dinâmica hidrossedimentólogico da bacia hidrográfica do rio Poxim-Açu, a partir do monitoramento quantitativo e qualitativo da água, com a utilização de um modelo matemático para simulação de cenário em função do uso do solo. A área de estudo compreende a bacia hidrográfica do rio Poxim-Açu, localizada na porção leste de estado Sergipe. Neste sentido, foi aplicado o modelo SWAT( Soil and Water Assessment tool) para simular a produção de água e sedimentos, alem dos nutrientes. Para alcançar os objetos foram realizadas campanhas mensais de monitoramento da qualidade da água de fevereiro de 2010 a março 2011 em 7 estações distribuídas ao longo da bacia hidrográfica do rio Poxim-Açu. Os parâmetros analisados foram condutividade, turbidez, cor, sólidos totais dissolvidos, oxigênio dissolvido, alcalinidade e dureza, nutrientes – fósforo total, ortofosfato dissolvido, nitrito, nitrato, nitrogênio amoniacal, nitrogênio total – além da clorofila-a, coliformes termotolerantes e totais. Foram realizadas coletas de amostras de solo para a determinação de propriedades físico- hídricas do solo: densidade, umidade, porcentagens de argila, silte e areia, macro e microporosidades, porosidade total, além da velocidade de infiltração. O monitoramento referente a vazão e laminas d’agua (cota)foram efetuadas no período de 13 de julho a 26 de setembro de 2011, rio Poxim-Açu, por meio de técnica de batimetria e determinação da vazão por molinete. A qualidade da água da bacia hidrográfica do rio Poxim encontra-se comprometida principalmente no que se refere ao oxigênio dissolvido e coliformes totais e termotolerantes. De acordo com os métodos para análise do solo os valores de densidade obtidos foram no intervalo de 1,07 a 1,88 g. cm³, a umidade, apresentou-se abaixo de 35% evidenciando que os solos desta bacia hidrográfica não retêm água por muito tempo. Os solos que apresentam maiores velocidades de infiltração foram os Neossolos Quartzarrênicos, seguidos pelos Neossolos, Litplicos, Gleissolos e Argissolos Vermelho Amarelo, respectivamente. A curva-chave determinada a partir de regressão polinomial apresentou elevado coeficiente de determinação (R² = 0,9367). Após a análise de sensibilidade e calibração do modelo foram obtidos valores satisfatório para o desempenho do modelo, NSE= 0,77, R²= 0.65, PBIAS= 5,05, RMSE = 0,4, RSR = 0,49. As estéticas da validação ficaram piores que no período de calibração, o que pode ter contribuído para este fato é o pequeno tamanho da amostra de dados observados de vazão. Observa-se ainda que em 30% da bacia hidrográfica estudada foram produzidos 65%dos sedimentos, 84% do nitrogênio total, 93%do fosfato e 86% do fósforo total. Essas subbacias o percentual de área ocupado pela pastagem é sempre superior a 40%, em algumas subbacias, como a 21, o percentual de área ocupado pela pastagem é sempre superior a 90%. O cenário de ocupação da bacia hidrográfica por floresta apresentou os menores valores de produção da água, sedimentos e nutrientes, e, contrapartida a implantação de culturas anuais, como a cana de açúcar em substituição ao cenário atual, promoveu aumento considerável na produção de sedimentos e nutrientes.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2177263 - ANTENOR DE OLIVEIRA AGUIAR NETTO
Interno - 2625648 - ANTONIO VITAL MENEZES DE SOUZA
Externo ao Programa - 1295924 - CARLOS ALEXANDRE BORGES GARCIA
Interno - 2579022 - GREGORIO GUIRADA FACCIOLI
Externo à Instituição - NEYLOR ALVES CALASANS REGO
Notícia cadastrada em: 20/08/2013 15:20
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata2.fragata2 v3.5.16 -r12838-31cfbbda77