Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARCUS AURELIUS DE OLIVEIRA VASCONCELOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARCUS AURELIUS DE OLIVEIRA VASCONCELOS
DATA: 26/03/2013
HORA: 11:00
LOCAL: Auditório da POSGRAP
TÍTULO:

DIFUSÃO SOCIAL DO CONHECIMENTO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS:
perspectivas e desafios da gestão colaborativa da comunicação científica em rede
DIFUSÃO SOCIAL DO CONHECIMENTO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS:perspectivas e desafios da gestão colaborativa da comunicação científica em rede


PALAVRAS-CHAVES:

Difusão Social. Gestão do Conhecimento. Rede Colaborativa


PÁGINAS: 123
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

Essa pesquisa tem como objeto de estudo a difusão social do conhecimento interdisciplinar através da gestão colaborativa da comunicação científica em rede. Inicialmente, trata-se da análise das ações, estratégias e tipos de organização utilizados pelos gestores da Rede Prodema para a difusão social do conhecimento produzido no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente da Universidade Federal de Sergipe. Busca-se identificar e analisar as perspectivas, princípios, tendências, problemas e desafios encontrados na gestão do conhecimento científico produzido no período de 1997 a 2012 e construir, apresentar e implantar sistema informático de gestão colaborativa de conhecimento em rede (plataforma Web). A base teórica dessa pesquisa está relacionada aos trabalhos de Batista (2006; 2012), Castells (1999), Freire-Maia (1997), Klein (1990), Latour (1997), Moraes (2000 e 2002), Santos (2005), Wallner (1995), Vasconcelos (2002), dentre outros. A metodologia da pesquisa está situada na etnografia. A pesquisa é exploratória, de natureza interdisciplinar aplicada e do tipo participante ativa completa. O método adotado é indutivo-descritivo e dialógico. Participam dessa pesquisa treze gestores (oito coordenadores e cinco vice-coordenadores), professores orientadores de pesquisa e estudantes do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente. Foram incluídos, ainda, membros da sociedade civil organizada. Os principais instrumentos de coleta de informações escolhidos foram a observação participante, a observação livre, diário de campo, entrevista semidirigida, questionários padronizados, relatos orais e pesquisa documental. Os dados coletados serão analisados através de triangulação metodológica (Denzin, 1989). Os resultados preliminares da pesquisa trazem à tona três relevantes elementos. O primeiro elemento se refere à difusão social do conhecimento indissociada às dimensões institucionais, políticas e organizacionais da gestão universitária. Nesse âmbito, as dificuldades de gestão do conhecimento científico institucionalizado se apresentaram concentradas em três tipos: restritivas, propulsoras e ubíquas. Identificou-se que há predominância de um dos tipos de dificuldades encontradas de acordo com o período histórico da gestão analisada. Os desafios apontados pelos gestores abrangem os seguintes planos de ação ou planos de organização institucional: plano administrativo-financeiro, plano curricular-pedagógico e plano gestão colegiada (colaborativa).


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2625648 - ANTONIO VITAL MENEZES DE SOUZA
Interno - 2222763 - MARIA JOSE NASCIMENTO SOARES
Externo à Instituição - CLAUDIO PINTO NUNES
Notícia cadastrada em: 23/03/2013 19:36
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r12712-85cc87cea5