Notícias

Banca de DEFESA: HELENE FERREIRA CAVALCANTI

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: HELENE FERREIRA CAVALCANTI
DATA: 20/03/2013
HORA: 14:00
LOCAL: PRODEMA
TÍTULO:

AVALIAÇÃO AMBIENTAL DE NASCENTES DO RIO MUNDAÚ, GARANHUNS – PE


PALAVRAS-CHAVES:

Recursos hídricos; Degradação ambiental; Qualidade da água.


PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

Avaliação da Qualidade Ambiental de Nascente Urbana e Rural no RIo Mundaú, Garanhuns-PE.Estudos sobre o estado de conservação de nascentes e as consequências da urbanização desplanejada se mostram de extrema importância para subsidiar projetos de recomposição desses ecossistemas. Desta forma, objetivou-se neste trabalho apresentar a situação em que se encontram algumas nascentes do rio Mundaú no município de Garanhuns no agreste pernambucano. Neste sentido, mensuram-se as observações realizadas nas áreas das nascentes da Vila Maria, Sementeira e Fazenda Trindade, as possíveis consequências do acelerado processo de urbanização, a implantação de uma Lavanderia Pública (próximo a uma das nascentes), a canalização de água para uso agrário e outros possíveis impactos ambientais que interferem na dinâmica destas nascentes. Os procedimentos para o desenvolvimento desta pesquisa foram baseados na metodologia qualitativa descritiva, utilizada por Pinto et al. (2004),que visa determinar alterações ocorridas em nascentes, através de observações e levantamentos do meio físico, do uso e ocupação da terra e da rede de drenagem. Através das constatações executadas nas atividades de campo, da leitura e análise da bibliografia, pôde-se observar que as três nascentes são pontuais, pois, apresentam a ocorrência de fluxo d’água em apenas um local no terreno e mantém fluxo permanente, o que as classificam como nascentes perenes. Após aplicar a metodologia de Pinto et al (2004), pode-se concluir que a NVM apresenta um acentuado quadro de degradação, a NS pode ser considerada perturbada e a NFT preservada. Este estudo teve extrema importância social e ambiental o que possibilita sugerir um plano inicial de metas de recuperação e preservação das áreas das nascentes, bem como subsidiar futuros estudos ambientais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1834882 - ARIOVALDO ANTONIO TADEU LUCAS
Interno - 3185055 - GICELIA MENDES DA SILVA
Externo ao Programa - 1051888 - MARIA ISIDORIA SILVA GONZAGA
Notícia cadastrada em: 20/03/2013 12:55
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r10673-9ba8510ba