Notícias

Banca de DEFESA: ANA BÁRBARA DE ANDRADE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANA BÁRBARA DE ANDRADE
DATA: 27/02/2013
HORA: 14:00
LOCAL: PRODEMA
TÍTULO:

PROPAGAÇÃO DE ESPÉCIES NATIVAS COM POTENCIAL ORNAMENTAL PARA COMUNIDADE DO ENTORNO DO PARNA SERRA DE ITABAIANA– SE.


PALAVRAS-CHAVES:

PARNASI; Conservação; Cultivo in vitro; Estaquia; Ecofisiologia; Plantas ornamentais; Participação; 


PÁGINAS: 124
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

O Parque Nacional Serra de Itabaiana (PARNASI) é uma das regiões de Sergipe que guarda uma área considerável de Mata Atlântica. Estudos sobre a diversidade florística se tornam imprescindíveis, tanto para sua conservação como para o desenvolvimento de estratégias de uso sustentável dessa floresta. O objetivo geral desta pesquisa foi produzir mudas de espécies nativas com potencial ornamental de remanescentes da Mata Atlântica do PARNA Serra de Itabaiana visando à conservação dessas espécies e a inserção da comunidade nesse processo. Para atingir este objetivo foi proposto: a realização do levantamento da flora potencialmente ornamental de uma área do Parque Nacional Serra de Itabaiana; a identificação das técnicas de propagação mais adequadas para algumas espécies; a realização de estudos ecofisiológicos de uma espécie com potencial ornamental e a organização de oficina para a população da região com a finalidade de apresentar as formas mais adequadas de propagar as plantas ornamentais com fins de uso e recuperação de áreas degradadas. Esta pesquisa está estruturada em seis capítulos. No primeiro capítulo é apresentado a fundamentação teórica na qual foram expostos os principais conceitos que deram base à presente pesquisa. O segundo capítulo traz resultados do levantamento de plantas com potencial ornamental de uma área do PARNASI. Neste levantamento foram registradas 143 espécies com potencial ornamental, distribuídas em 95 gêneros e 49 famílias. As famílias com maior número de espécies cadastradas foram Orchidaceae (20 espécies), Fabaceae (15) e Bromeliaceae (11 espécies). A partir deste levantamento foram realizados testes de propagação vegetativa em diferentes substratos, com as orquídeas nativas Encyclia dichroma (Lindl.) Schltr e Vanilla bahiana Hoehne cujos resultados encontram-se no terceiro capítulo. O quarto capítulo traz resultados do cultivo in vitro de Sobralia liliastrum Salzm. ex Lindl., espécie bandeira do PARNASI. O quinto capítulo apresenta os resultados dos experimentos sobre ecofisiologia de Sobralia liliastrum Salzm. ex Lindl.. O último capítulo trata da realização da oficina de propagação de plantas nativas com potencial ornamental, na qual as técnicas de propagação de espécies nativas foram demonstradas à comunidade do povoado Serra, município de Itabaiana –SE como forma de incentivo a utilização dessas plantas pelos residentes. Os resultados obtidos nesta pesquisa poderão servir de base para futuros estudos que visem à construção de estratégias de uso sustentável pelas comunidades do entorno do PARNASI. 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 388007 - ADAUTO DE SOUZA RIBEIRO
Externo à Instituição - LOURDES SILVA DE FIGUEIREDO
Presidente - 2176700 - MARLUCIA CRUZ DE SANTANA
Notícia cadastrada em: 26/02/2013 10:34
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r12712-85cc87cea5