A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: TAINARA LIMA DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TAINARA LIMA DA SILVA
DATA: 30/11/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Videoconferencia
TÍTULO: Saurocoria como recurso do meio ambiente: Tropidurus hygomi (Squamata: Tropiduridae) como modelo
PALAVRAS-CHAVES: Germinação; Dispersão; e Saurocoria.
PÁGINAS: 35
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

A saurocoria é um tipo de interação mutualística lagarto-planta, que tem ocorrido em umavariedade de ecossistemas e de formas distintas, sendo ecologicamente essencial paraambas as partes. Dessa maneira, o objetivo deste estudo foi analisar e discutir o papel dolagarto Tropidurus hygomi como potencial dispersor das sementes do Melocactusviolaceus subsp. margaritaceus no povoado Aguilhadas, município de Pirambu, Sergipe.Avaliando o potencial germinativo que essa espécie de lagarto tem para com o cacto. Paraisso foi conduzido um experimento de germinação com as sementes que foram coletadasdiretamente dos frutos (controle) e aquelas que foram coletadas a partir das fezes doslagartos, e assim foi feito a comparação dos resultados dos quatro tratamentos: Sementesconsumidas (SC); Sementes consumidas e lavadas (SCL); Sementes controle (SContro);e Sementes controle e lavadas (SControL). Em 6 horas de observações focais, os lagartosfizeram 20 visitas em diferentes horários do dia. O tempo de duração das visitas varioude 5 a 20 min. Durante as visitas foi possível observar que os lagartos se posicionavamsobre o cefálio do cacto e davam mordidas ou retiravam o fruto por inteiro. Além disso,os lagartos utilizavam tantos os cactos reprodutivos (frutos/flores) quanto aqueles queestavam mortos, possivelmente como sitio termorregulatório ou poleiro para observar oambiente. Dos 67 lagartos capturados, foi possível obter 37 amostras fecais quecontinham sementes (N = 218). Os resultados dos testes de germinação mostraram que T.hygomi apresenta uma alta quantidade de sementes viáveis (N = 175) de M. violaceussubsp. margaritaceus em suas fezes. A passagem das sementes pelo trato digestório doslagartos afetou a germinabilidade (ANOVA: F3,12 = 9,949; p = 0,00142), mas não osdemais parâmetros avaliados (ANOVA: TMG - F3,12 = 2,22; p = 0,138; IVG - F3,12 =1,799; p = 0,201; e Sincronia - F3,12 = 0,789; p = 0,523). As SC diferiramsignificativamente das SCL, assim como das SContro e das SControL (p < 0,05). Esseestudo destaca o papel do T. hygomi como eficaz dispersor do M. violaceus subsp.margaritaceus, pois este elimina sementes intactas, acelerando o processo de germinaçãoe possibilitando o transporte das sementes para longe da planta mãe. Dessa forma, a
participação desta espécie de lagarto como agente dispersor é necessária para amanutenção e sucesso reprodutivo do referido cacto.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1276530 - EDUARDO JOSE DOS REIS DIAS
Interno - 1116155 - LARISSA MONTEIRO RAFAEL
Externo à Instituição - VANESSA GABRIELLE NOBREGA GOMES

Notícia cadastrada em: 03/11/2021 23:05
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r18966-bf93dfabd7